Cases para equipamentos e instrumentos

Case, em inglês, quer dizer caixa, estojo, capa protetora. Case, em som, é exatamente isso: um estojo onde o equipamento fica guardado. Ele é utilizado principalmente para transporte, protejendo os equipamentos contra arranhões, intempéries (chuva, sol, poeira) e solavancos da estrada.

Se você é desses que faz sempre eventos fora da sua igreja, então a regra é simples: equipamento no case dura muito, equipamento sem case dura pouco. O case absorve as "pancadas" e batidas que normalmente acontecem no trasporte, não deixando os equipamentos sofrerem, além das intempéries.

Existem vários cases: madeira, fórmica, capas de nylon, fibra de vidro. A maioria forrados com espumas por dentro. A escolha de cada um desses tipos dependerá da utilização do equipamento. Você quer apenas um case para protejer o equipamento da poeira e às vezes carregá-lo para outra igreja? Uma capa de nylon funciona muito bem. Quer um case resistente à viagens de ônibus? Então terá que ser rígido (madeira, fórmica, fibra).

Capas de nylon (chamadas também de “bags”) para instrumentos são facilmente encontradas em qualquer loja de instrumentos musicais. Existem também capas de nylon para equipamentos de áudio. Alguns modelos são verdadeiros “racks” transportáveis. Existe uma armação metálica por dentro (equipamentos de áudio são pesados, logo precisam de estrutura que suporte o peso). Em volta, uma capa de nylon bem resistente, que “abre” dos lados e até em cima, para colocar a mesa de som. São muito bons, mas um pouco caros (R$ 300,00 a 500,00, dependendo da quantidade de material que cabe dentro). A resistência é razoável, e o case é bem leve.

Há os cases de fibra de vidro. O mais comum são modelos específicos para periféricos (equalizadores, compressores, efeitos, etc) com  vários U de altura. Para quem não sabe, U = unidade de medida de padrão rack, equivale a 4,4 centímetros. Custam caro, mais que os bags e os cases de madeira, mas proteje muito e a fibra é levíssima. Cuidado só com pancadas muito fortes: a fibra quebra.

Muitas cidades possuem marneceiros que trabalham com a produção de cases. Se você não conhece nenhum, pergunte nas lojas de áudio e instrumentos musicais, é bem possível que lhe indiquem um. Uma empresa que pode ser encontrada na Internet é a SOMCASE. http://www.somcase.com.br/. Firma de Santa Catarina, faz excelentes cases. Não deixe de fazer um orçamento lá.

Se a idéia é fazer uma bag, procure quem trabalha com reforma de sofás e/ou capotaria de sofás. Leve uma bag de exemplo e o equipamento para eles tirarem as medidas. Recentemente fiz uma bag para uma mesa desom de 16 canais toda alcochoada e de material impermeável por R$ 80,00.

Por último: não economize no case/bag. Compre um bom, de acordo com o seu uso. Nada pior que uma bag de nylon barato cuja alça quebra e o instrumento vai para o chão, ou um case “rígido” que não aguenta nem uma pancada. Quanto melhor o case/bag, mais durável o equipamento será. Não encare como custo, mas sim como investimento.

———————–

Revisado/reescrito em 11/Mar/2008