Expomusic 2010 – Parte 10

ProAudioWebwww.proaudioweb.net

A distribuidora do Rio Grande do Sul tinha um dos menores estandes em toda a feira, mas desse estande veio alguma das maiores surpresas da feira.

Havia lá os produtos da espanhola Triple Onda (http://www.tripleonda.com/pt/), com destaque o Line, o Subwoofer e algumas caixas ativas. Tudo controlado via DSP interno.

Gente, QUE SOM! As caixas do Line-Array possuem 2 falante de 12 mais 6 (!!!) drivers de 1", totalizando 1.500W e incríveis 137dB SPL máximo POR CAIXA. Imaginem quanto dá um line-array com 8 elementos dessas caixas!

Também F-A-N-T-A-S-T-I-C-A foi a caixinha (sim, pequeniníssima) TOP.S-26A, caixa ativa de 260W RMS, 8,5kg, 118dB SPL máximo, 50cm de altura, 25cm de largura por 25cm de profundidade.

Dois espantos nossos: a caixa FALA MUITO BEM. Incrível a qualidade que 2 falantes de 6" mais 1 driver de 1" conseguem nessa caixa! Com o sub, temos um sistema extremamente agradável. Mesmo sem sub, a caixa tem um grave bom, mais que suficiente para voz.

O outro espanto foi o preço: cada uma dessas caixas, sem o sub, sai por R$ 2.800,00. De cair o queixo, tanto pelo som quanto pelo custo! Nem tivemos coragem de perguntar quanto custaria cada elemento de Line-Array.

Dual Compwww.dualcomp.com.br

A Dual Comp é uma empresa distribuidora de material eletrônico, como cabos, conectores e outros. A empresa agora lança no mercado também cabos e mesas analógicas com o nome TBlack (deveria haver um site, www.tblack.com.br, mas não retorna nada).


 

Eu não conhecia a Dual Comp, mas a impressão que tive é que estávamos diante de um estande da CSR, sem tirar nem por.

JWLwww.jwlbrasil.com.br

No estande da empresa, muitos e muitos microfones com e sem fio. Em profusão os modelos, muitos mesmo.

A JWL também traz pequenos amplificadores portáteis, que fazem relativo sucesso com professores de todo o país.

Agora, uma "inovação", "grande sacada" do pessoal da JWL é uma caixa ativa que incorpora um leitor de DVDs nela própria. Vejam só:

Eu fiquei "espantado" com a ideia. Segundo o consultor que me atendeu, importaram 1500 peças dessa caixa e já venderam 900 peças! Uau! Tem gosto para tudo.

A empresa também tem agora produtos para Home-Theater…

E uma linha de pedestais diversos. Tinha de caixas, de microfones e suportes para instrumentos.

Também várias mesas de som e periféricos da marca chinesa OSKN (http://www.oksn.com.cn/en/index.asp)

Gente: os periféricos são IDÊNTICOS aos dbx, nome e acabamento. Até os conectores atrás usam conectores Neutrik (pelo menos supostamente, mas estava sim escrito dentro do conector a palavra "Neutrik"). Quanto as mesas, uma lá era IDÊNTICA à Yamaha MG802C, inclusive até no nome. Nem para mudar um pouco…

O que me passou pela mente: "Quando eu tiver uma locadora, vou comprar um monte de periféricos OKSN, vou tampar o nome OKSN com o logotipo da empresa, e todo mundo vai pensar que eu tenho somente primeira linha!

ShockMusicwww.shockmusic.com.br

Fabricante carioca de capas e semi-cases para instrumentos musicais.
 

 

Be the first to comment on "Expomusic 2010 – Parte 10"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar