Visita à Fábrica da Santo Angelo

Texto publicado no fórum em Agosto/2011.

Em uma conversa realizada na feira AES entre Fernando Bersan e Daniel Bernardes – Engenheiro de Desenvolvimento da Santo Angelo, surgiu uma questão: Poderíamos realizar uma visita para verificar o processo de fabricação e constatar a qualidade dos produtos Santo Angelo? Uma questão um tanto quanto complexa, mas a Santo Angelo abriu as portas e nos recebeu muito bem.

Localizada na cidade de Guarulhos, a Santo Angelo está de casa “nova”, uma fabrica criada com os conceitos mais modernos e possui certificação ISO 9001 / ISO 14.000; antenada nas tendências de mercado e, o mais importante, preocupada com o meio ambiente e com o cliente. Tem como visão: Ser a empresa brasileira referência em acessórios no setor industrial e de instrumentos musicais e áudio.

E para eles, ser referência representa:

• oferecer produtos de Qualidade acima da média disponível no mercado brasileiro;
• inserir-se no mercado internacional, com clientes e fornecedores do nosso nível;
• dominar a tecnologia de fabricação e comercialização, otimizando os custos operacionais;
• aprimorar continuamente, profissional e pessoal, nossos colaboradores e parceiros comerciais;
• sermos hoje melhores que ontem no mundo em que vivemos.

Ao chegar fui bem recepcionado pelo Daniel que nos mostrou toda a estrutura, desde a separação dos materiais para a reciclagem a expedição dos produtos.

Iniciamos pela coleta de resíduos, onde normalmente as indústrias eliminam resíduo por vários processos; alguns produtos, principalmente os sólidos, são amontoados em depósitos, enquanto que o resíduo líquido é, geralmente, despejado nos rios e mares, de uma ou de outra forma. Observamos a preocupação da SA com o correto descarte de cada resíduo gerado no processo fabril, inclusive reutilizando a água que é descartada, onde foi feito uma E.T.E. (estação de tratamento de efluentes) para que nada seja descartado de maneira errada, sempre preocupada com o meio ambiente.

Após nos dirigimos à usinagem, onde são feitos o corpo dos conectores P10 entre outras peças.

Observamos que todo o processo estava com as informações das peças que estavam sendo produzidas em local de fácil acesso (junto a máquina), desta forma o operador pode facilmente passar a tarefa a qualquer outro operador, sem ter perdas de produção e garantindo a qualidade da peça. Todos os funcionários estavam com os devidos EPI´s, lembrando que a segurança é sempre fundamental. Abaixo estão algumas das máquinas que vimos:
Prensa onde são estampados a ponta do conector P10:

Torno usinando o corpo do conector. O material utilizado é o latão

Logo após segue para o tratamento químico e acabamento:

Até este ponto da visita, observamos o total controle quanto à qualidade das peças que estavam em produção, desde a entrada do material, processo de tratamento químico, e acabamento (polimento). Todos os conectores da SA são niquelados e seu tratamento é feito de forma a facilitar a solda, no qual ele tem algumas dicas de como serem feitas.
O descarte (cavaco) do latão volta para o fornecedor no qual recicla o mesmo e retorna para a SA, não tendo perdas nem destarte desnecessário.

Todos os conectores XLR da SA são importados em parte, o isolamento deles é todo feito na fábrica de Guarulhos, prezando assim a qualidade do material empregado. Na foto abaixo vemos um dos pinos antes e depois de receber o material isolante (nas mãos do Daniel).

A montagem dos conectores é feita manualmente e testado um por um, neste ponto é possível ver o empenho e capricho que os montadores(as) têm, qualquer falha, mínima que seja a peça é descartada.

A fabricação dos cabos também foi acompanhada, e observamos o processo de laminação, onde cada fio passa por várias polias até chegar à medida correta, desta forma tem uma resposta melhor para cada frequência, de acordo com seu diâmetro.

Para manter a tensão no fio, importante para o processo de laminação, os fios são dosados através destas máquinas rotativas:

Após passar por este processo, os fios já trabalhamos são dispostos em uma espécie de carretel para facilitar o manuseio.
Para a montagem dos cabos, estes fios são “transados” com vários outros de espessuras diferentes, abaixo temos um exemplo:

Conforme o fio principal (vamos assim dizer do fio central) avança, os demais são enrolados ã ele, quanto menor for o passo, maior será a qualidade final do cabo (e também teremos um custo maior). Com este processo o cabo tem uma melhor flexibilidade, não tendo a quebra tão fácil dos fios que o compõe.

Finalizado mais este passo, os fios recebem uma malha e o material isolante através de uma injetora.

Logo após já temos a gravação dos números e informações técnicas no cabo. É feita em tal velocidade que nem mesmo a câmera conseguiu registrar, ao lado temos o produto já finalizado.

O produto final é embalado e já vai para a expedição, onde segue para os pontos de venda, chegando até nós com total qualidade.

Verificamos também a montagem dos cabos que são vendidos já montados, e também são testados um a um, de forma a garantir um produto confiável.

E para quem pensa que a Santo Angelo só produz cabos, segue abaixo mais algum dos seus produtos:

E abaixo temos vários cabos que são fornecidos pela AS, lembrando que os cabos têm variações, nem todos são iguais, para cada uso é recomendado um determinado tipo de cabo, e para cada variação temos fios de diâmetros diferentes, projetados de acordo com o uso no qual será aplicado. Temos que prestar muita atenção na hora de escolhe o cabo correto para cada aplicação, desde uma guitarra, até um microfone, e assim por diante.

Com esta visita observamos que a qualidade para a Santo Angelo não é apenas uma questão de Marketing, é algo que vamos receber em casa!
Agradecemos ao Daniel por abrir as portas da empresa e nos mostrar todo o processo fabril e também pela atenção dada, e o que mais apreciamos na visita não foi à forma que os cabos e conectores são produzidos, nem mesmo a qualidade de seus produtos (que são excelentes), mas sim o compromisso que a Santo Angelo está adotando com o cliente final de orientar, explicar o correto uso, dando atenção a todos os clientes sem acepção de pessoas. E ainda teremos novidades nos meses que estão por vir, parabéns a Santo Angelo pelas iniciativas que foram tomadas.
Para maiores informações, acessem o site da empresa:
http://www.santoangelo.com.br/

E para não faltar, segue a parte feia, eu e o Daniel assim que cheguei na Santo Angelo:

About the Author

TonReb
Moderador - Som ao Vivo

1 Comment on "Visita à Fábrica da Santo Angelo"

  1. EULALIA MARIA ROMAO | 19 de junho de 2017 at 10:09 | Responder

    GOSTARÍAMOS DE COMEÇAR A VENDER CABOS NA NOSSA LOJA DE SOM E ILUMINAÇÃO E ELETRÔNICOS ESSES CABOS DE QUALIDADE E CONECTORES OBRIGADA POR FAVOR MANDE UM E-MAIL COM SEUS PRODUTOS OBRIGADO

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar