Audio List: O portal do som, acústica, gravação, sonorização, eletrônica, instrumentos musicais  
 



Ferramentas e acessórios para "o cara do som"


Biblioteca  »  FAQ  »  Eletrônica  »  Faça-você-mesmo



Descrição: As ferramentas e acessórios de que você precisa em seu dia-a-dia
Categoria: Faça-você-mesmo  ::  Tipo: Perguntas e respostas
Data: Qua 06 Out 10 22:19  ::  Visitas 8926




ARTIGO EM CONSTRUÇÃO





Ferramentas



alicate de crimp

alicate de crimp



Nova série de mensagens


Edu Silva
Dom 30 Ago 09 07:56


Uma maletinha dessas até que cairia bem, né?

http://www.dutramaquinas.com.br/canais/loja/det...odDutra=44960/060


maleta de ferramentas


   3 - Chave de Fenda Ponta Chata Isolada - 1/8x6", 3/16x4" e 1/4x6"
   3 - Chave de Ponta Cruzada Isoladas - 1/8x6", 3/16x4" e 1/4x6"
   1 - Alicate diagonal para eletrônica 4"
   1 - Alicate meia cana para eletrônica 4"
   1 - Alicate universal 8"
   6 - Chave Hexagonal - 1.5, 2.0, 2.5, 3.0, 4.0 e 5.0 mm
   6 - Chave Hexagonal - 1/16", 5/64", 3/32", 1/8", 5/32" e 3/16"
   5 - Chave Trafix - T10, T15, T20, T25 e T27
   1 - Estilete profissional
   1 - Chave ajustável 6"
   1 - Chave teste
   4 - Chave Fixa - 6x7, 8x9, 10x11 e 12x13 mm
   4 - Chave de fenda para eletrônica ponta chata - 1.4x50, 2x50, 2.4x50 e 3x50 mm
   2 - Chave de fenda para eletrônica ponta cruzada - 3x50 e 3.5x50 mm
   1 - Martelo pena 50 gramas
   1 - Alicate corte diagonal 6"
   1 - Lanterna
   1 - Trena de 3 m
   1 - Alicate descascador
   1 - Canivete
   1 - Fita isolante
   1 - Caixa plástica ponta miudezas
   1 - Ferro de solda 25 W
   1 - Sugador de solda
   1 - Tubo de solda 25 gramas
   1 - Pincel
   1 - Pinça reta 170 mm
   1 - Multimetro digital com display LCD 3 1/2 dígitos tensão DC: 0,2 a 1.000V tensão AC: 2 a 700V mede: corrente AC, corrente DC, resistência, capacitância, diodo, continuidade, freqüência, ganho de transistor, temperatura.
   1 - Cola adesiva instantânea 5 gramas
   2 - Eixos plásticos Trimpot: 3 e 4
   1 - Jogo de chaves calibradoras Trimer
   1 - Alicate pinça bico reto
   1 - Extrator para circuito integrado


Pro pessoal dos micros, mais dicas ao pé desta página (seção de links).



Nada que nós mesmos não possamos fazer "em casa" mesmo.

Antes de tudo, o técnico deve ter a case, mochila ou bolsa.

Tome muito cuidado para não esquecer numa cadeira de rodoviária ou aeroporto. Fique próximo. Deixe seus instrumentos e ferramentas em ordem para que os localize com rapidez sempre que precisar, mesmo que falte iluminação.

Prepare-se para ser barrado em todos os detectores de metal dos aeroportos. Ao chegar do outro lado do detector, abra logo a case para agilizar o processo de fiscalização. Identifique-a com seus dados.

Eu usava um colete com uns 5 bolsos e um cinturão / pochete com as ferramentas e gadgets principais. O resto ia numa maleta. Parecia o robocop, mas muitas vezes eu era o único que tinha tudo à mão...  Claro quem quando "na estrada", ia tudo dentro do case. Só me "vestia a caráter" quando era necessário.

http://loja.audiolist.org/?p=productsMore&i...pochetes-e-cintos


maleta


Conhecer um pouco de eletrônica básica não faz mal a ninguém, e pode salvar a lavoura...  Não é preciso ser um PhD em física para tal, basta saber usar as ferramentas, reconhecer um componente eletrônico, testá-lo, etc. Baixe, imprime e leia os textos abaixo, dão uma boa introdução no assunto:

* Curso de eletrônica para principiantes
http://audiolist.org/forum/viewtopic.php?t=306

Algumas ferramentas e intrumentos que não podem faltar ao PAzeiro:

    * O multímetro é um bom começo para o kit. Na estrada, fazemos medidas simples (tensão e resistência), não precisamos de algo muito sofisticado. Um pequemo e prátido multímetro digital servirá. Dê preferência a um modelo com escalas automáticas, que dispensa a escolha aproximada da tensão a ser medida, diminuindo sustos durante algumas medições. Tenha sempre à mão, baterias novas e boas pontas de prova.

Onde comprar:

http://loja.audiolist.org/?p=p_42&sName=instrumentos-de-medicao



Link




    * Um ferro de solda de boa qualidade não pode faltar. Tenha ferros com potências diferentes. Um de 25 Watts para cabos menores, como os de áudio, e outro de 60 Watts para cabos e conectores como os das caixas de som. Prefira um ferro de solda à gás.

Visite este texto na FAQ, tem tudo o que precisa saber:

http://audiolist.org/forum/kb.php?mode=article&k=259

Fala sobre o uso correto dos diferentes tipos de ferro de solda, estações de retrabalho, etc.


    * Uma boa lanterna é outro ítem importante. Esta lanterna precisa ser muito resistente, ter um orifício para se prender um cordão ou mesmo um aro para chaveiro. Que seja a prova d'agua, recaregável e de LEDs.



Link





    * Pilhas de 9 V alcalinas: é sempre bom termos pilhas reservas, pois muitos músicos as utilizam em seus pedas e instrumentos, deixando gastar-se sem perceber.


    * Um fone de ouvido que tenha boa resposta de frequência, que isole bem o som externo e com impedância em torno de 32 ohms.

No caso dos que trabalham em estúdio de gravação, bons fones possuem em geral 600 ohms de impedância. Estes fones são alimentados por amplificadores desenvolvidos para trabalhar com estes valores. Já as mesas de som para PA, em geral, não conseguem excitar totalmente um fone com esta impedância e o volume fica realmente muito baixo em relação ao nível de ruído externo.


    * Alguns trazem seu próprio microfone. O velho e bom SM 58 ajuda muito, mas o prço nem sempre é convidativo.


    * É preciso ter fita crepe, isolante de cor clara ou outro tipo de fita para marcação dos canais nas mesas de som, juntamente com a caneta ou canetas (alguns preferem marcar por nome e cor).

Nem sempre podemos ter aquela sequência de canais que já decoramos, que com a qual não precisamos de marcação. A exemplo em festivais com varias bandas ou mesmo com uma banda de abertura,


    * Um testador de cabos é uma ferramenta muito útil. Testam cabos para áudio e vídeo. A diferença básica (áudio ou vídeo) é a diversidade e quantidade de conectores como XLR (macho e fêmea),  Jack de 1/4" TRS, RCA, Bantam (para patch bay - tipo TT), DIN (MIDI),
BNC, P2 (3,5 mm - para fone), etc...

Estes testadores conferem se o cabo está aberto, se está em curto ou se está com polaridade invertida (no caso de cabos balanceados).

Teste-cabos:

http://audiolist.org/forum/viewtopic.php?p=39212#39212


    * Um medidor de SPL, comumente conhecido como decibelímetro, é muito usado pelos donos de casas noturnas e fiscais do meio ambiente, podendo ser digital ou analógico.

Controles básicos são: Curva A ou C. A curva A, com queda gradativa abaixo dos 500 Hz, se aproxima da curva de audição do ouvido humano, a níveis médios de pressão sonora. A curva C é quase Flat. Possui controle de velocidade de resposta (Fast-Slow) e o nível de pressão sonora recebido. Variando em média, de 60 à 130 dB SPL.

O digital sofisticado pode armazenar dados fornecendo-nos o nível máximo de pressão sonora, o mínimo e o médio utilizados em um determinado período.

Um texto completo:

* Medindo o Nível de Pressão Sonora (SPL) - teoria e prática
http://audiolist.org/forum/kb.php?mode=article&k=34

Veja uns modelos e onde comprar:

* Loja Audiolist: equipamentos de medição
http://loja.audiolist.org/?p=p_42&sName=instrumentos-de-medicao


decibelímetro



    * Um canivete suiço é pequeno, durável e muito prático.

<link e caracteristicas>



    * Oxidação. Os jacks e os plugs se oxidam e os contatos falham. ferramentas e líquidos para tratar estas anomalias.

Os Burnishing Tools são ferramentas em formato dos plugs de 1/4 e TT. Uma dessas ferramentas é uma microlixa em que conectamos no jack e lixamos seus contatos.

A segunda ferramenta é um plug com um orifício no centro e que após conectado no jack, aplica-se um liquido em seu interior que irá atuar diretamente nos contatos.

Basicamente utilizamos dois tipos.

O ... que retira a oxidação do contato e o

... que é aplicado para criar uma camada protetora, aumentando a durabilidade deste contato.




http://loja.audiolist.org/?p=p_61&sName=pro...micos-e-materiais

_________________
Edu Silva



Cabos e adaptadores


De: clayton_rfs
Data: Sáb 06 Mai 06 15:30
Assunto: Case técnica


Olá Lista!

Estou montando uma maleta para mim com as ferramentas necessárias para o trabalho como técnico de audio.

Meu trabalho se aplica desde eventos grandes até a barzinhos, e uma das coisas que não poderá mais faltar na minha maleta são adaptadores (ja passei muito sufoco por falta desses)!

Li um texto elaborado por Denio Costa (DGC) onde ele fala sobre a importancia de uma case técnica (e a idéia expressa no texto bate com a minha) e nessa "maleta 007" ele também cita o uso de adaptadores.

Trecho:


Adaptadores para diversos tipos de plugs são muito úteis. Para as locadoras utiliza-se quando se têm duas mesas de fabricantes diferentes. Como é o caso da Yamaha e da Soundcraft. O padrão de conecção dos Inserts é diferente. Em uma delas o TIP é a saída (XLR fêmea) e para a outra o TIP é a entrada (XLR macho). Ao se trocar de mesa deve-se trocar todos os cabos de Insert ou usar adaptadores.

Temos os seguintes modelos:

    XLR macho x macho
    XLR fêmea x fêmea
    XLR macho x 1/4
    XLR fêmea x 1/4
    RCA fêmea x 1/4
    RCA macho x 1/4
    XLR macho x RCA
    XLR fêmea x RCA



Segue uma relação de adaptadores que julguei ser necessário:


XLR Macho      <=>   XLR Macho

XLR Femea      <=>   XLR Femêa

XLR Femea      <=>   P10 TRS Femea

RCA Femea      <=>   P10 TS Macho

P10 TS Femea   <=>   RCA Macho

P10 TRS Femea  <=>   P10 TRS Femea

P2 TRS Femea   <=>   P10 TRS Macho

P10 TRS Femea  <=>   P2 TRS Macho

2 RCA Femea    <=>   1 P10 TRS Macho (tipo cabo insert)

2 P10 TS Femea <=>   1 P10 TRS Macho (tipo cabo insert)

1 XLR Femea    <=>   2 XLR Macho (tipo cabo split)

XLR macho      <=>   RCA

XLR fêmea      <=>   RCA



Ja fui a compra desses adaptadores, porém, frustradamente não encontrei muitos deles, e dos que encontrei, a maioria era "xing-ling" (moro em Limeira-SP). Só de olhar para eles, ja se duvida de sua qualidade e durabilidade!

Como Denio mencionou esses tipos de adaptadores em seu texto, venho aqui pedir uma ajuda de onde posso encontrar para comprar esses adaptadores e qual fabricante que os faz! procurei no site da Amphenol e neutrik, mas esses fabricantes não fazem todos os modelos descritos acima!

90% dos adaptadores da lista eu ja enconntrei mas só 10% é de qualidade aceitavel hehehhe! Sei que todos esses podem ser feitos como cabos, mas resultaria em maior espaço para armazena-los, menor robustez, etc...

Gostaria também daqueles PADs atenuadores e inversores de fase (XLR Macho <=> XLR Femea) mencionado no texto do Denio!

Ja Agradeço antecipadamente suas ajudas!

________________
CLAYTON RODRIGO FERNANDES DA SILVA
Formação Técnica: Audio, Eletroeletrônico
Instrumento: Batera




Edu Silva
Sáb 06 Mai 06 18:14

Oi

Citação:
procurei no site da Amphenol e neutrik, mas esses fabricantes não fazem todos os modelos descritos acima!


Dificilmente encontrará um adaptador feito por fabricante de renome, com a exceção da Switchcraft, porém muito caros e quase inexistentes no Brasil. Quase todos adaptadores existentes aqui são de qualidade duvidosa, por isso mesmo prefiro fazer os meus próprios.

Existem muitos fabricantes de adaptadores, a maioria sem representante em nosso mercado. Uns nem marca tem! Por exemplo:

http://www.audiogear.com/AudioAdaptersIM.html

http://www.ba-electronics.com/audioadp.htm

Citação:
Sei que todos esses podem ser feitos como cabos, mas resultaria em maior espaço para armazena-los, mmenor robustez, etc...


Nem tanto. Não ocupam tanto espaço assim, e são mais robustos que cabos comuns, por seu menor tamanho. E usando conectores de boa qualidade, serão bem melhores que adaptadores de origem desconhecida.

Clique no desenho para ver uns exemplos:


adaptadores


Veja o que esse colega audiolisteiro fez:

http://br.groups.yahoo.com/group/audio_list/mes...5&m=e&l=1


adaptadores     adaptadores

adaptadores     adaptadores


Citação:
Gostaria também daqueles PADs atenuadores e inversores de fase (XLR Macho <=> XLR Femea) mencionado no texto do Denio!


Os citados acima são apenas adaptadores.

Existem também os transformadores de impedância, isoladores, inversores de fase, PADs e ground lifts.

    * Os Isoladores se utilizam de trafos 600 por 600 ohms e ganho unitário. Utilizamos para isolar equipamentos ligados em redes diferentes. A exemplo quando o sistema de PA irá fornecer áudio para rádios, TVs ou estúdios móveis. Estes isoladores protegem seu sistema de descargas ou retornos de energia via carcaça.

Sescom IL 19

    * Os PADs são atenuadores (redutores) de sinal. Existem mesas com alta sensibilidade de entrada mas que não têm o controle de PAD para se reduzir um sinal muito alto vindo de um determinado microfone ou instrumento. Conecta-se em série com o cabo do microfone e o PAD reduz o sinal em 10, 20 ou 30 dB, de acordo com o redutor.

Neste texto da FAQ, exemplos de atenuadores e fórmulas para o cálculo:

http://audiolist.org/forum/kb.php?mode=article&k=176


    * Os Ground lifts, desconectam o terra do pino 1 do XLR para evitar ruídos provenientes de diferença de potencial entre os terras. É o mesmo sistema utilizado em direct boxes.


    * Os Inversores de polaridade são apenas dois conectores XLR (macho e fêmea) em que um dos lados os pinos 2 e 3 são invertidos, gerando assim uma inversão de polaridade em 180 graus.


Tudo isso pode ser montado pelo PAzeiro destemido...


A Shure por exemplo, faz uns "problem solvers":

http://store.shure.com/store/shure/DisplayCateg...tegoryID.12752300

Eles dificilmente liberam o esquema, mas vamos tentar uma "engenharia reversa" e descobrir nós mesmos como funcionam. Para começar, notamos que quase todos são montados dentro de pequenos "tubos" metálicos medindo 19 x 114 mm com um XLR fêmea numa ponta e um XLR macho na outra (In : XLR fêmea - Out: XLR macho). Corpo metálico ligado ao terra (pino 1).

Podemos usar para eles, um adaptador Switchcraft S3FM.

http://www.switchcraft.com/Documents/switchcraft_pab6.pdf


switchcraft S3FM


Ou faça você mesmo o seu: use um tubo de alumínio ou cobre, com 19 mm (3/4") de diâmetro externo. Os terminais são extraídos de conectpres XLR comuns (macho e fêmea).

Vamos ver:

* X2u XLR-to-USB Signal Adapter
Easily connect any XLR microphone to your computer for digital recording with headphone monitoring.



* A120S In-Line On/Off Switch
In-line, balanced, locking or momentary switch for a microphone.


Como funciona:

When the button is UP, the top and middle terminals are connected. When the button is DOWN, the middle and bottom terminals are connected. The terminals on the left are completely separate from the ones on the right, so the switch can be used to control two different devices at the same time.

When the button is up, the two audio conductors (Pin 2 & Pin 3 are shorted together, muting the audio. When the button is down, audio flows.


A120S In-Line On/Off Switch


The following diagram is how the switch needs to be wired for push to mute. When the switch is in the UP position, the microphone will work. When the switch is pressed in the DOWN position, the microphone will mute. This is often used as a cough switch.


A120S In-Line On/Off Switch


NOTA: Este arranjo provavelmente causará um 'pop' audível se utilizado com mics de condensador alimentados por phantom. Neste caso, um dos circuitos seguintes irá funcionar melhor:



mute com phantom


A chave corta o sinal. Ajuste o pot R1 para o mínimo de ruído na linha ao se fechar a chave.

R1 > 100 kohm (o valor não é crítico)



mute com phantom


C1 2200uF/6V para mics de 150 ohms ou 1000uF/6V para mics de 600 ohms

Em qualquer cicuito, a "caixa" que o contém deve ser metálica e aterrada ao pino 1 do XLR.


* A15AS In-line Switchable Attenuator
Switchable in-line attenuator reduces the level of any balanced microphone or line-level signal, preventing input overloads.


The Shure A15AS Switchable In-Line Attenuator reduces the level of any balanced microphone or line-level signal by 15, 20, or 25 dB. It is specially suited to reducing the level of a high-output microphone to prevent it from overloading the microphone input of a mixer or recorder in applications with high sound pressure levels. In addition, the A15AS may be used to reduce the level of a line-level mixer output to prevent overloading the aux-level input of a recorder. The A15AS is equipped with a female 3-pin XLR connector on the input side, and a male 3-pin XLR connector on the output side. Attenuation is controlled by a three-position slide switch. The A15AS allows phantom power to pass through from the mixer to the microphone, so it can be used with condenser microphones.

XLR input F   and output M
Zin: 1 kOhm
Zout: 150 ohm
Attenuation / Gain: (Switch selectable) 15dB, 20dB or 25dB






* A15BT Bridging Transformer
Matches, bridges, or isolates balanced and unbalanced devices of different impedances and levels. Male XLR to female XLR.



* A15HP In-Line High Pass Filter
Balanced XLR in-line filter that reduces low frequencies below 100 Hz.



* A15LA 50 dB Attenuator
Reduces the level of an audio signal by 50dB, which allows a line level output to be connected to a microphone input.


The A15LA is a 50 dB attenuator. Use it to connect a line-level or aux-level output from devices such as mixers, tape recorders, and CD players to a mic-level input.

The A15LA input can be connected to either a balanced output or an unbalanced output. If the output is unbalanced, connect the audio “hot” lead to pin 2 of the A15LA and connect the audio ground lead to pin 1 of the A15LA. Make no connection to pin 3 of the A15LA. Refer to the following diagram


A15LA 50 dB Attenuator


As caracteristicas técnicas de seu "clone" precisarão ser mais ou menos estas:

Zin : 100 k ohms
Zout: 300 ohms
Atenuação: 50 dB (10.000 vezes)
Max Sinal de entrada: +40 dBV (100 V rms)


* A15PRS Switchable Phase Reverser
Reverses the phase (polarity) of a balanced audio signal.


The Shure A15PRS reverses the phase (polarity) of a balanced audio signal. Typical use applications include correcting polarity reversal caused by a wiring error in a microphone cable; connecting an unbalanced high impedance microphone having the "hot" signal on pin 3 to the input of a mixer that requires the "hot" signal on pin 2; and reducing phase cancellation/comb filtering between two signals that are of opposite polarity.

An in-line switch permits instant selection of either normal or reversed polarity for comparison purposes.


* A15RF In-Line RF Interference Attenuator
Reduces interference from AM radio stations that may bleed into microphone lines when using long cables.


Na falta do esquema oiginal, temos o criado pela Mackie para uso em suas mesas. Conta-se que é o mesmo filtro.


filtro RFI


This LC Filter network has proven to be effective in filtering out AM RFI. Install this filter by hard wiring it (soldering) into an XLR shell on the end of a mic cable. Attach the modified end of the mic cable to the mixer's mic preamp input. (For very extreme RFI environments, the capacitor can be changed to 0.01mF)


* A15TG Tone Generator
Battery-powered 700 Hz signal source used to troubleshoot audio systems by checking microphone lines for correct patching and detecting unusual noise that is present.


The Shure A15TG Tone Generator is a battery-powered 700 Hz signal source used to troubleshoot audio systems by checking microphone lines for correct patching and detecting unusual noise that is present. The output level of the A15TG is approximately –42 dBV. This allows it to be used with either microphone level or line level inputs and the barrel design allows it to be connected to a microphone cable or directly to a mixer input. The A15TG can tolerate the presence of phantom power or a short circuit in the line that it is driving. Additional features of the A15TG include a recessed On-Off switch, a Male XLR output connector, and a removable end cap allowing for easy battery installation and removal. Battery life is 1,000 hours of continuous use.


Em falta do esquema original, vamos procurar um. Seu "clone" deve exibir aproximadamente:

Freq gerada: 700 Hz +20%, com carga de 150 Ω
Saída: -41.5 +4.5 dBV (8.4 mV typ) com carga de 150 Ω
THD: 5% typ com carga >= 150 Ω
Zout: < 15 Ω
Pilha: 1.5 V alcalina
Corpo metálico aterrado

Encontramos algo que pode servir em:

http://www.ethanwiner.com/

TONE GENERATOR





If you've ever had to track down a broken mike cable you'll appreciate this tiny tone generator that can be plugged into one end of the cord. If sound comes out the other end you know the cord is okay, though this tester won't tell if the polarity is reversed. Another use for a tone generator is troubleshooting a console via the patch panel. If nothing seems to be getting through channel 12, for example, insert the line-level output of the tester into each of channel 12's insert points starting with the last. Work towards the input, and when the 1 KHz. tone disappears you'll know where in the chain the signal is getting lost.

This tone generator circuit is based on a CMOS inverter package such as the 4069 or the 74C04, and it will run for many hours on one 9 Volt battery. Of course, CMOS ICs are meant for digital logic circuits, but they're just as useful at audio frequencies. Install two output jacks - one for line-level and one for mike-level as shown in figure - and be sure to wire the XLR connector pins 1-3 exactly as shown. Even though the test signal is sent down only one of the two hot leads, the other is used as an "active" return for mike inputs that are transformer coupled. The 4069 IC contains six individual inverters, but you need only three. As with any CMOS device, always connect the unused inputs either to ground or the power supply.


* A85F Line Matching Transformer
The Shure A85F is a low-to-high impedance microphone-matching transformer used to connect a balanced low-impedance microphone output to an unbalanced high impedance input on a mixer/recorder.



adaptador casador



* A95U Line Matching Transformer (Male XLR to 1/4" Male Plug/Female Jack)
Allows high-impedance a high impedance microphone to be connected to balanced low-impedance inputs.



* A95UF Line Matching Transformer (XLR to 1/4" Male Plug/Female Jack)
Allows a balanced low-impedance microphone to be connected to an unbalanced high-impedance input.



* A96F Camcorder Interface
Connects microphones with an XLR-type connector to the 3.5 mm inputs found on camcorders and other recording devices.



A96F Camcorder Interface


O Shure A96F conecta mics com XLR (balanceados) à camcorders com entrada tipo P2 (TRS 3.5 mm) ou P10 (TRS 1/4" ou 6 mm) desbalanceada. Eleva o nível do sinal do mic e ainda elimina distorção causada pela DC que pode ser encontrada na entrada de mic das camcorders.

O A96F original pode trabalhar com Zin (imp de entrada) de 600 ou 150 ohms, bastando se mudar as ligações do trafo (ver sequema).

A versão "faça-você-mesmo" deverá ter as seguintes características aproximadas:

Impedância
baixa: 600 ou 150 ohms
média: 2,500 ohms

Resistência DC
Enrolamento 600: 56 ohms
Enrolamento 150: 28 ohms
Enrolamento média Z: mostra-se um circuito aberto, devido ao capacitor em série

Voltage Ratio 600 ohms 150 ohms Low impedance to medium impedance: +6 dB / +12 dB

Níveis máximos de entrada:

Source        Impedance
Winding       Being
             Driven        Maximum Level

 150 ohms     150 ohms     0.5 V
 600 ohms     600 ohms     1.0 V (0 dBV = +2,22 dBu)
2,500 ohms   2,500 ohms     2.0 V

O "corpo" do conversor deve ser provido de blindagem eletromagnética.

_________________
Edu Silva



CD de teste


Gineton Martins de Lima
Ter 20 Mar 07 13:29

Olá amigos da lista!

Eu estou com um programa {gerador de som em freqüência} nele tenho a possibilidade de passar as freqüências p/ um CD {waves}.

Quais as freqs principais que eu poderia fazer tipo um CD de teste.
Nos subs eu poderia gerar 60 hz e ir alinhando o sistema de sub começando pela mesa {trin, level do canal, level geral, EQ, cross até chegar ao ampli Dos subs}.

Obrigado e agradeço a todos

_________________
ginetonmartinsdelima31




Edu Silva
Qua 21 Mar 07 17:06

Oi

CDs musicais comuns mas de muito boa quaidade técnica e que você conheça bem, são ótimas referências para se completar o alinhamento de um sistema.

Além dos CDs de música ou efeitos, existem os CDs de teste. São sinais utilizados para alinhamento de PA, testes em estúdios. etc.

Por exemplo:

Ruido Rosa
Frequências puras de 20 a 20 KHz
Varredura de frequências (sweep)

Voz masculina
Voz feminina

Bumbo
Caixa
Hi-hat (contratempo ou chimbau)
Ton-tons
Pratos

Baixo
Guitarra
Violão
Piano
Teclados
Percursão

Teste de fase com sinais em fase e invertidos
Efeitos sonoros
EBU
SMPTE

Estes sons de instrumentos e vozes servem tanto para se conferir o sistema como para se programar os efeitos a serem utilizados durante o show.

Para o músico, é cansativo ficar duas horas tocando a caixa da bateria para o técnico ajustar o reverb. Ou mesmo, o próprio técnico ficar horas falando: Alô, teste, som, um, dois, três, teste, até encontrar o delay e o reverb que serão utilizados nas vozes.

No estúdio estes discos também são muito úteis. Além de todos estes sons, vêm para sincronismo sinais como o SMPTE e o EBU.

E finalmente, o sinal A-440 (nota lá) como referência para afinação.

Já falamos antes sobre isso, veja nesse texto da FAQ:

* CDs de referência e sinais de teste
http://audiolist.org/forum/kb.php?mode=article&k=25

Você pode criar seus próprios sinais, baixar os arquivos e queimar o CD, ou simplesmente comprar o CD pronto.

_________________
Edu Silva




Filtros contra interferência


Há um completo texto na FAQ com inúmeros casos de ruídos e soluções para eles:

* Ruídos e Interferências em Equipamentos de Som (RFI/EMI)
http://audiolist.org/forum/kb.php?mode=article&k=119

Já resolví problemas (depois de eliminadas todas as outras alternativas) com filtros montados dentro dos conectores dos cabos que vão nas entradas.

Obs: essa versão com indutores não cabe dentro do plug XLR, é preciso montar dentro de um adaptador tipo Switchcraft S3FM.

http://www.switchcraft.com/Documents/switchcraft_pab6.pdf


switchcraft S3FM


Ou faça você mesmo o seu: use um tubo de alumínio ou cobre, com 19 mm (3/4") de diâmetro externo. Os terminais são extraídos de conectpres XLR comuns (macho e fêmea).






cabos supressores de ruido, para usar apenas onde/se houver o problema. Monte um pequeno cabo (uns 10cm) tendo aquele circuito que já mostrei dentro dos plugs, como na figura abaixo:


cabo supressor


O pino 1 do XLR macho não é ligado a nada. A blindagem do cabo é soldada apenas ao terminal da carcaça do XLR fêmea, e é deixada livre na outra ponta. Do pino 1 do XLR fêmea, puxe um fio com uma garra.

Quando ocorrer a captação de ruido de alta frequência (rádio, etc), descubra em que entrada ocorre o problema e intercale esse cabo supressor entre o cabo original e a entrada ruidosa da mesa. Prenda a garra no parafuso de terra da mesa. O sinal com a interferência passará pelo cabo supressor, que rejeitará o ruído.

Faça logo uma meia dúzia deles e leve sempre em todo evento, para qualquer emergência. Claro que, nesse caso, não é necessário filtro no multicabo.

abraços,
Edu Silva



Acessórios para microfones




acessórios para microfones



somadores de microfones


• O circuito abaixo combina dois microfones balanceados de baixa impedância com conectores XLR num só entraada na mesa ou pré:


misturador de microfones


• O circuito seguinte combina dois microfonres balanceados de baixa impedância com conectores XLR num plug stereo tipo P1 ou P10:


misturador de microfones


• Este último combina dois mis de média impedância desbalanceados tipo multimídia (com sinal de áudio e alimentação no próprio cabo) em um plug stereo, para uso em placas de som.


misturador de microfones



Mute switch para mics dinâmicos


Mute switch

Mute switch


Aqui, basta unir os terminais 2 e 3 (sinal) para que o som desapareça.


Mute switch para condensador (sem pop)

Um botão "mute" para mics de condeNsador. Num mic dinâmico (desenho acima), basta curto-circuitar os pinos 2 e 3 do XLR e o som desaparece. Num de condensador, esta ação pode dar origem a um ruídos tipo "clic" ou "pop" no áudio. Isto se deve à algum provável desequilíbrio na fonte phantom da mesa: se as tensões nos terminais 2 e 3 não forem idênticas (fata comum), há o surgimento de ruídos na linha ao se ligar e desligar mics que dela necessitam.

O circuito abaixo elimina esse problema. É basicamente um filtro passa-altas (lowcut) com corte em apenas 1 Hz (assumindo uma mic Zout de 150 ohms. O resistor de 10 k permite que o eletrolítico se carregue com a pequena diferença de tensão entre 2 e 3, de tal forma que quando a chave é fechada, não há alteração no nível DC.

Mais abaixo, duas maneiras de se ligar a chave: numa, o LED se acende quando o mic é ligado; na outra, o LED se apaga ao se ligar o mic.







Obs: essa versão não cabe dentro do plug XLR, é preciso montar dentro de um adaptador tipo Switchcraft S3FM.

http://www.switchcraft.com/Documents/switchcraft_pab6.pdf

Ou faça você mesmo o seu: use um tubo de alumínio ou cobre, com 19 mm (3/4") de diâmetro externo. Os terminais são extraídos de cpnectOres XLR comuns (macho e fêmea).







Phantom power


The circuit below is a basic 12 volt phantom power supply that can be constructed in several hours by an electronics hobbyist.

This circuit will provide 5 milliamps of phantom power and is designed to operate an electret condenser microphone. It cannot power any condenser microphone that requires 48 volt phantom power. If you are unsure about what your microphone's phantom power requirements, check the microphone's technical literature or contact the manufacture


phantom supply ac


R1 R2 = 750Ω 1/4 watt 1%
R3 R4 R5 = 510Ω 1/4 watt 5%
R6 R7 = 1MΩ 1/4 watt 5%
C1 C5 = 47μF 35 v
J1 = 3 pin female XLR connector
J2 = 3 pin male XLR connector
T1 = "eliminador" 12 V DC, 50 mA (ou mais)

Important: The circuit above must be in a metal (shielded) enclosure.


Battery Powered Phantom Power Supply with Unbalanced Output

The schematic below illustrates an 18 volt phantom supply. It will supply any Shure microphone that requires phantom power. Battery life is dependent on the current drain of the microphone. To estimate the battery life in hours, divide 400 by the microphone's current drain in milliamps. For example, the Shure SM81, with a current drain of 1.2 milliamps, will operate for about 330 hours. The use of premium alkaline batteries is recommended.


pro psb balanced


C1 C2 = 100μF 35V
D1 = 1N4001 ou equivalente
R1 R2 = 2.2kΩ 1/4W 1%
R3 = 100kΩ 1/4W 5%
S1 = SPST

This circuit must be in a metal enclosure
Pin 1 must be grounded to the enclusore



testes e medições


Provador de cabos:

http://audiolist.org/forum/viewtopic.php?p=39212#39212



Apetrechos para iluminação


Temos uns posts bastante interessantes em:

http://audiolist.org/forum/viewtopic.php?p=51728#51728

Entre outras coisas, há o esuqema de um plug terminador para DMX.


Ainda cuidando da energia elétrica, nosso maior problema pelo pais afora, temos o medidor de tomadas. Com este instrumento podemos saber se há inversão nos condutores de energia (fase, neutro e terra) e se há falha em algum destes condutores.

Mas atenção, estes medidores em geral, só operam em 110 volts.

Ele detecta a presença do terra, mas não garante sua qualidade. Para tanto utilizaríamos o terrômetro, o que não é o caso.

Com uma combinação de lâmpadas acesas e apagadas é feita a indicação da condição da tomada de energia elétrica.



Por exemplo, este circuito simples que indica se a fiação da rede foi feita da forma correta, e o valor da tensão local.

O primeiro bloco usa lâmpadas Neon como indicadores (A, B e C).


                                      1N4004   LED VM   LED VD

 VIVO >------o------o------o------o----|>|---o--(>|)--o--(>|)--,
             |      |      |      |          |        |        |
            | |     | A   | |     | C        |  ____  |       | |
            | |    (o)    | |    (o)         '-|____|-'   22K | |
            | |     |     | |     |                           | |
             | 820K |      | 820K |             220R           |
             '------o      o------'                            |
                    |      |                                   |
                   | |     |                                   |
              100k | |     |                                   |
                   | |     |                                   |
                    |      |                                   |
 NEUTRO >----o------o------|-----------------------------------'
             |      |      |
            | |     | B   | |
       820K | |    (o)    | | 100K
            | |     |     | |
             |      |      |
             '------o      |
                    |      |
                   | |     |
              100K | |     |
                   | |     |
                    |      |
 TERRA >------------o------'


Pode ser necessário aumentar os valores dos resistores para 910K e 120K, ou mesmo 1M e 150K (todos ao mesmo tempo), a depender das lãmpadas. Estas são Neons comuns sem resistor, que acendem com tensões entre 65 e 120V. Uso a NE-2H, que se acha em qualquer buteco:

neon

De preferência, devem ser de cores diferentes para melhor indicação. Ponha um "olho de boi" colorido em cada.

Por exemplo:

A - amarela
B - vermelha
C - verde


olho de boi     olho de boi     olho de boi


De acordo com a combinação de lãmpadas acesas (indicadas com um X), teremos uma condição:


 A | B | C | condição
---|---|---|---------------------------------
 x |   | x | OK
 x | x |   | vivo e neutro invertidos
   | x | x | vivo e terra invertidos
 x |   |   | sem terra
   |   | x | sem neutro
   | x |   | vivo e neutro em curto (sem vivo)


O segundo bloco indica o valor da tensão da rede. por meio de LEDs:

* 110/127 V - LED verde aceso
* 220/230 V - LEDs verde e vermelho acesos

No mais, é importante ter um condicionador de energia para os equipamentos mais sensíveis (mesa ou mixer e periféricos):

http://audiolist.org/forum/kb.php?mode=article&k=219



Equipamento de marca


Q-BOX

http://whirlwindusa.com/catalog/black-boxes-eff...-dis/testers/qbox




http://www.buy-scores.com/boutique-uk-acc.php?C...600&style=893




Testador de polaridade e fase acústica.

da maior importância tanto para o técnico quanto para o "PAzeiro" .

mede a fase dos alto falantes, drivers e tweeters de todo o seu sistema.

Ao se utilizar o Phase Check, deve-se fechar o volume de todos os amplificadores e abrir o volume somente do canal que alimenta a caixa em teste, para que uma caixa acústica não interfira na medição da outra.

São duas partes: Uma que gera o pulso (com sinal de áudio ou via alto falante interno) e outra que lê o pulso através de um microfone embutido.

Podemos utilizá-lo, por exemplo, para medir a fase dos microfones. Como utilizamos diversas marcas e modelos, uns podem ter polaridade diferente em relação aos outros (utilizam o pino 3 como positivo).

Para este teste, monte um sistema simples com uma mesa e um monitor. Ligue o gerador de pulsos na mesa e confira a fase no monitor. Agora ligue o microfone na mesa e capte o som do gerador de pulsos com o microfone e confira a polaridade. Deverá ser a mesma para todos os microfones, caso contrário, basta retirar o conector XLR do microfone e inverter os fios dos pinos 2 e 3.




Saiba mais


Biblioteca  »  FAQ  »  Eletrônica  »  Faça-você-mesmo
Compartilhe

 Navegação 

Powered by Knowledge Base MOD, wGEric & Haplo © 2002-2005
php.com MOD


                     jáCotei, o seu comparador de preços!        anuncie no maior portal de áudio pro do Brasil       

Hospedagem Opticalhost | Powered by phpBB © 2001, 2008 phpBB Group | Política de Privacidade