• This site uses cookies. By continuing to use this site, you are agreeing to our use of cookies. Learn More.

Artigo Aproveitando melhor o PAN, Master L e o Master R da mesa de

bersan

Administrator
Moderador
#1
O controle de PAN é um completo desconhecido para a maioria dos operados de som nas igrejas. Ainda que presente em qualquer mesa de som, o pessoal simplesmente não sabe e/ou não usa. Esse comando pode ser um tremendo aliado para quem tem aquelas mesas de som mais simples, sem Auxiliares ou mesmo com poucos deles. O que vamos falar serve para qualquer mesa simples, qualquer marca e modelo.

O controle PAN tem marcado L na extrema esquerda, e marcado R na extrema direita. Isso quer dizer que, nas posições extremas, o som daquele canal será enviado somente para o Master L ou somente para o Master R. Nas posições intermediárias, o som será enviado em maior quantidade para um Master que para o outro. Na posição 12h (o controle no meio), o som é enviado igualmente para os dois canais.

Essa explicação só tem uso prático se utilizarmos em conjunto com os Masters. Veja um exemplo prático:

Uma igreja bem simples, com 4 caixas de som para o público (PA) e uma ou duas caixas de retorno para os músicos.
  • Master L alimenta o canal A do amplificador e este alimenta as 4 caixas do PA
  • Master R alimenta o canal B do amplificador e este alimenta as caixas de retorno
Se usarmos o PAN no meio, como é o mais comum de encontrarmos, teremos o mesmo som tanto para o público quanto para os músicos. Apesar de isso parecer ser bom, os músicos tem necessidades diferentes da do público. Enquanto o público quer ouvir o som do conjunto, os músicos querem se ouvir, o que são coisas bem diferentes.

Assim, se usarmos o controle de PAN, podemos fazer mixagens diferentes, uma destinada ao público e outra aos músicos. Veja:
  • A voz do dirigente do culto deve ser sempre voltada para o PA (PAN todo em L). Os músicos, que muitas vezes estão localizados próximos dos dirigentes, podem ouvir a voz diretamente. Isso inclusive evita microfonias que possam acontecer no mic do dirigente.
  • Instrumentos acústicos (que produzem som por si só) podem ter mais volume no PA que no retorno dos músicos. Flautas, violinos, violões, todos eles podem estar com o PAN mais para à esquerda (mais para o PA) que para o meio.
  • Instrumentos elétricos (teclado, baixo, guitarra), que não tem som próprios, esses podem estar com o PAN no meio ou até mesmo mais para a direita (mais para o retorno).
Imagine aquele músico que ficam pedindo mais volume, mais volume e mais volume no seu retorno! Para satisfazê-los, aumentamos o fader de volume do canal. Se o PAN estiver no meio, estaremos aumentando tanto para o PA quanto para o retorno. Só que isso pode trazer um desequilíbrio da mixagem para a igreja (o instrumento sobressaindo mais que os outros). Se então usarmos o PAN mais para a direita (mais em direção dos retornos), poderemos aumentar o volume e, para compensar, jogar o controle mais em direção à posição R, de forma a compensar o aumento e manter o equilíbrio do PA.

A idéia é simples, o uso é simples e fácil, mas muita gente não conhece e "passa aperto" com as reclamações dos músicos de que "não estão se ouvindo".

O ideal mesmo é ter uma mesa de som com recurso Monitor (Auxiliar Pré-Fader) e um amplificador dedicado apenas para os retornos dos músicos. É muito melhor para trabalhar, mas isso fica para um próximo artigo. Para quem conta apenas com equipamento simples, as idéias desse artigo são bem úteis.

Observação importante: o controle de PAN só é mais sentido próximo dos seus limites, ou seja, perto dos extremos. Isso é normal em todas as mesas, nacionais ou importadas.
 
Editado por um moderador:

gope

Active Member
#2
Não saber nem como funciona o L e R de uma mesa é o cúmulo.
Melhor, preguiça de pegar o manual e ler.
"Ah! MAs ela veio parar aqui sem manual." > Peça ajuda.
Aprenda mechendo(não da hora do culto, lógicamente).Se for a única saída,mas raramente é.

Abçs
 
#3
Re: Aproveitando melhor o PAN, Master L e o Master R da mesa

esse é fórum é muito legal mesmo... Estava eu quase abrindo um tópico : Pra que serve o Pan?....rsrs. Compramos uma Mackie Profx 12, não veio com manual... estamos mexendo, testando para aprendermos a usá-la. Se aparecer alguma dúvida, com certeza já sei onde procurar. Muito obrigado meus manos! :wink:
 

mbenedito

Moderator
Moderador
#4
Re: Aproveitando melhor o PAN, Master L e o Master R da mesa

Nossa da pra fazer tantas coisas, quando voce tem um PA estereo as possibilidades são muitas, tom 1 de um lado tom 2 de outro, violão de um lado guitarra de outro....
 
#5
Re: Aproveitando melhor o PAN, Master L e o Master R da mesa

bersan disse:
Tópico para a discussão do seguinte artigo publicado no Som ao Vivo:



Aproveitando melhor o PAN, Master L e o Master R da mesa de som

http://www.somaovivo.mus.br/artigos.php?id=42



Aqui está um pequeno trecho do artigo:

"<p>O controle de PAN é um completo desconhecido para a maioria dos operados de som nas igrejas. Ainda que presente em qualquer mesa de som, o pessoal simplesmente não sabe e/ou não usa. Esse comando pode ser um tremendo aliado para quem tem aquelas mesas de som mais simples, sem controle de auxiliar (um bom exemplo é são as Ciclotron .<br /><br />PAN te..."



Comentários são bem-vindos.



Atenciosamente,

Equipe Som ao Vivo

http://www.somaovivo.mus.br
eu sei pouco sobre sonorização, mas nos últimos meses tenho aprendido muito com o SAV.

esse artigo é exatamente a realidade da nossa igreja.

parecia que você estava escrevendo o artigo dentro da nossa igreja.

vou tentar fazer algumas adaptações para usar o PAN na igreja



abração

Deus abençoe a você e a todos do SAV
 
#6
Pessoal, ressuscitando o tópico para por favor pedir uma ajuda sem ter de criar um tópico novo!

A mesa tem saída L e R, mas eu tenho que usar as duas? Supondo que vá ligar uma caixa ativa e uma passiva. Se eu utilizar só o lado L da saida da mesa (que vai para a entrada L da ativa e do Speaker out dessa para a passiva escrava) o que acontece? Significa que o Pan não vai funcionar, a ligação vai ser mono, como que é isso? Me ajudem, por favor, sou muito iniciante!

E ainda mais: e se entre as caixas e a mesa eu ligar um equalizador que tenha dois canais ( in/out do canal 1 e in/out do canal 2). Eu sou obrigado a usar os dois canais? E se eu usar um só? Queima alguma coisa? E a atuação dele funcionará como nas duas caixas?

Fico extremamente agradecido se alguém puder me ajudar! Abraços!
 

carlosecg

Administrator
Moderador
#7
Não precisa usar as duas saídas. Usando apenas L você terá um sistema mono que é muito comum, eu mesmo utilizo tudo mono. No EQ será a mesma coisa, utilizará apenas 1 canal.

A caixa ativa e a passiva irão reproduzir exatamente a mesma coisa, qualquer alteração no EQ ou na mesa afetará as duas caixas da mesma forma.

Pode usar sem medo.
 
#10
O controle de PAN é um completo desconhecido para a maioria dos operados de som nas igrejas. Ainda que presente em qualquer mesa de som, o pessoal simplesmente não sabe e/ou não usa. Esse comando pode ser um tremendo aliado para quem tem aquelas mesas de som mais simples, sem Auxiliares ou mesmo com poucos deles. O que vamos falar serve para qualquer mesa simples, qualquer marca e modelo.

O controle PAN tem marcado L na extrema esquerda, e marcado R na extrema direita. Isso quer dizer que, nas posições extremas, o som daquele canal será enviado somente para o Master L ou somente para o Master R. Nas posições intermediárias, o som será enviado em maior quantidade para um Master que para o outro. Na posição 12h (o controle no meio), o som é enviado igualmente para os dois canais.

Essa explicação só tem uso prático se utilizarmos em conjunto com os Masters. Veja um exemplo prático:

Uma igreja bem simples, com 4 caixas de som para o público (PA) e uma ou duas caixas de retorno para os músicos.
  • Master L alimenta o canal A do amplificador e este alimenta as 4 caixas do PA
  • Master R alimenta o canal B do amplificador e este alimenta as caixas de retorno
Se usarmos o PAN no meio, como é o mais comum de encontrarmos, teremos o mesmo som tanto para o público quanto para os músicos. Apesar de isso parecer ser bom, os músicos tem necessidades diferentes da do público. Enquanto o público quer ouvir o som do conjunto, os músicos querem se ouvir, o que são coisas bem diferentes.

Assim, se usarmos o controle de PAN, podemos fazer mixagens diferentes, uma destinada ao público e outra aos músicos. Veja:
  • A voz do dirigente do culto deve ser sempre voltada para o PA (PAN todo em L). Os músicos, que muitas vezes estão localizados próximos dos dirigentes, podem ouvir a voz diretamente. Isso inclusive evita microfonias que possam acontecer no mic do dirigente.
  • Instrumentos acústicos (que produzem som por si só) podem ter mais volume no PA que no retorno dos músicos. Flautas, violinos, violões, todos eles podem estar com o PAN mais para à esquerda (mais para o PA) que para o meio.
  • Instrumentos elétricos (teclado, baixo, guitarra), que não tem som próprios, esses podem estar com o PAN no meio ou até mesmo mais para a direita (mais para o retorno).
Imagine aquele músico que ficam pedindo mais volume, mais volume e mais volume no seu retorno! Para satisfazê-los, aumentamos o fader de volume do canal. Se o PAN estiver no meio, estaremos aumentando tanto para o PA quanto para o retorno. Só que isso pode trazer um desequilíbrio da mixagem para a igreja (o instrumento sobressaindo mais que os outros). Se então usarmos o PAN mais para a direita (mais em direção dos retornos), poderemos aumentar o volume e, para compensar, jogar o controle mais em direção à posição R, de forma a compensar o aumento e manter o equilíbrio do PA.

A idéia é simples, o uso é simples e fácil, mas muita gente não conhece e "passa aperto" com as reclamações dos músicos de que "não estão se ouvindo".

O ideal mesmo é ter uma mesa de som com recurso Monitor (Auxiliar Pré-Fader) e um amplificador dedicado apenas para os retornos dos músicos. É muito melhor para trabalhar, mas isso fica para um próximo artigo. Para quem conta apenas com equipamento simples, as idéias desse artigo são bem úteis.

Observação importante: o controle de PAN só é mais sentido próximo dos seus limites, ou seja, perto dos extremos. Isso é normal em todas as mesas, nacionais ou importadas.

Na mesa que uso tem esse recurso pré-fader muito bom pois o retorno de chão precisa de um fader diferente da PA.
 
#11
Outra possibilidade de uso que poderia estar no artigo, funciona bem em pequenas instalações com poucos recursos, onde um som realmente estéreo não fará grande diferença, é ligar os subs ativos ou um canal de um equalizador ajustado para graves no L, e as caixas ativas (ou equalizador ajustado para corte de graves) no R.
Dessa forma você consegue controlar exatamente a quantidade de grave de cada canal, principalmente em mesas com equalização deficiente (duas bandas ou três mal distribuídas). Inclusive, eu como tecladista e sonoplasta, usava isso num teclado mais antigo para equalizar os instrumentos do teclado apenas ajustando o pan de cada um deles no teclado.
O problema é que se perde o estéreo, porém em muitos ambientes o som é ligado utilizando apenas uma saída da mesa (mono).
 
#12
Utilizo apenas uma caixa, um cana da mesa Behringer e esses dias, como de costume, ajustei o GAIN, e fui equalizando o som conforme a música ( utilizo um notebook, uma placa de audio externa, mesa e caixa), tudo normal, só que o led da mesa que correspondente ao PAN fica piscando..

Qual pode ter sido o motivo ?

Anteriormente, em outras oportunidades, com o mesmo reajuste, ele não piscava.

Como utilizo apenas um canal, deixo o PAN totalmente de um lado só.

Alguém tem uma opinião?

Obrigado

Abçs

MARCO
 
#14
O controle de PAN é um completo desconhecido para a maioria dos operados de som nas igrejas. Ainda que presente em qualquer mesa de som, o pessoal simplesmente não sabe e/ou não usa. Esse comando pode ser um tremendo aliado para quem tem aquelas mesas de som mais simples, sem Auxiliares ou mesmo com poucos deles. O que vamos falar serve para qualquer mesa simples, qualquer marca e modelo.

O controle PAN tem marcado L na extrema esquerda, e marcado R na extrema direita. Isso quer dizer que, nas posições extremas, o som daquele canal será enviado somente para o Master L ou somente para o Master R. Nas posições intermediárias, o som será enviado em maior quantidade para um Master que para o outro. Na posição 12h (o controle no meio), o som é enviado igualmente para os dois canais.

Essa explicação só tem uso prático se utilizarmos em conjunto com os Masters. Veja um exemplo prático:

Uma igreja bem simples, com 4 caixas de som para o público (PA) e uma ou duas caixas de retorno para os músicos.
  • Master L alimenta o canal A do amplificador e este alimenta as 4 caixas do PA
  • Master R alimenta o canal B do amplificador e este alimenta as caixas de retorno
Se usarmos o PAN no meio, como é o mais comum de encontrarmos, teremos o mesmo som tanto para o público quanto para os músicos. Apesar de isso parecer ser bom, os músicos tem necessidades diferentes da do público. Enquanto o público quer ouvir o som do conjunto, os músicos querem se ouvir, o que são coisas bem diferentes.

Assim, se usarmos o controle de PAN, podemos fazer mixagens diferentes, uma destinada ao público e outra aos músicos. Veja:
  • A voz do dirigente do culto deve ser sempre voltada para o PA (PAN todo em L). Os músicos, que muitas vezes estão localizados próximos dos dirigentes, podem ouvir a voz diretamente. Isso inclusive evita microfonias que possam acontecer no mic do dirigente.
  • Instrumentos acústicos (que produzem som por si só) podem ter mais volume no PA que no retorno dos músicos. Flautas, violinos, violões, todos eles podem estar com o PAN mais para à esquerda (mais para o PA) que para o meio.
  • Instrumentos elétricos (teclado, baixo, guitarra), que não tem som próprios, esses podem estar com o PAN no meio ou até mesmo mais para a direita (mais para o retorno).
Imagine aquele músico que ficam pedindo mais volume, mais volume e mais volume no seu retorno! Para satisfazê-los, aumentamos o fader de volume do canal. Se o PAN estiver no meio, estaremos aumentando tanto para o PA quanto para o retorno. Só que isso pode trazer um desequilíbrio da mixagem para a igreja (o instrumento sobressaindo mais que os outros). Se então usarmos o PAN mais para a direita (mais em direção dos retornos), poderemos aumentar o volume e, para compensar, jogar o controle mais em direção à posição R, de forma a compensar o aumento e manter o equilíbrio do PA.

A idéia é simples, o uso é simples e fácil, mas muita gente não conhece e "passa aperto" com as reclamações dos músicos de que "não estão se ouvindo".

O ideal mesmo é ter uma mesa de som com recurso Monitor (Auxiliar Pré-Fader) e um amplificador dedicado apenas para os retornos dos músicos. É muito melhor para trabalhar, mas isso fica para um próximo artigo. Para quem conta apenas com equipamento simples, as idéias desse artigo são bem úteis.

Observação importante: o controle de PAN só é mais sentido próximo dos seus limites, ou seja, perto dos extremos. Isso é normal em todas as mesas, nacionais ou importadas.
Preciso instalar voxmam, na pmp 6000 me ajude
 
#15
Ótimo artigo, eu uso o L pra parte de alta e o R somente para os subs, e o controle pan pra definir a quantidade de sub para determinados canais, exemplo o bumbo de bateria, coloco sempre 75% pra o R subs!