• This site uses cookies. By continuing to use this site, you are agreeing to our use of cookies. Learn More.

Artigo Conhecendo nosso equipamento

#1
Conhecer o equipamento que utilizamos é fundamental para a boa sonorização. Saber o que eles fazem, como influenciam o sinal de áudio, como se comportam nas mais diversas situações, é de grande importância para o que fazemos.

Alcançamos este conhecimento estudando os equipamentos que vamos utilizar. Podemos estudá-los por meio dos manuais, que hoje são bastante completos e didáticos (pelo menos os dos fabricantes mais sérios), fazendo cursos, participando de congressos, seminários, pesquisando na Internet etc. Há diversas formas de aumentar nosso conhecimento sobre os equipamentos que usamos.

Diversos manuais de equipamentos podem ser baixados na Internet, diretamente dos sites dos fabricantes. É um recurso muito interessante, e praticamente sem custos, para o início ou aperfeiçoamento do aprendizado.

Outra ferramenta importante é a aquisição de livros. Livros técnicos sobre áudio, desde o mais simples até o mais complexo, podem ser adquiridos nos sites das revistas Audio, Música & Tecnologia (http://www.musitec.com.br/loja) e Backstage (http://www.editorahsheldon.com.br/loja).

Recomendo a vocês a leitura de pelo menos um dos seguintes livros, na ordem apresentada:

a) Nível Básico

– Dicionário de Áudio, de Miguel Ratton;

– Fundamentos de Áudio, de Miguel Ratton;

– Som ao Vivo, de Renato Muchon;

– Sound Check, de Tony Moscal;

– Microfones, de Sóllon do Valle.

b) Nível Avançado

– Áudio – Engenharia de Sistemas, de Luiz Fernando Otero Cysne (edição esgotada);

– Amplificadores de Áudio, de Rosalfonso Bortoni;

– Análise e Síntese de Alto-Falantes e Caixas Acústicas, de Homero Sette Silva;

– Caixas Acústicas e Alto-Falantes, de Vance Dickason;

– Filtros Seletores de Sinais, de Sidnei Noceti Filho.

Há também, na Internet, diversos sites especializados em áudio, onde você encontrará artigos e farto material. Destes sites, destaco os seguintes:

a) Música & Adoração – Sonorização

http://www.musicaeadoracao.com.br/tecnicos/sonorizacao/index.htm

b) Audio List

http://audiolist.org/forum

c) Proclaim – Site do engenheiro David Distler

http://www.proclaim.com.br/

Outras fontes incomparáveis de informação são as listas de discussão. As listas de discussão são espaços onde você pode colocar suas dúvidas e experiências e, assim, ajudar e ser ajudado. Existem três listas, em especial, que podem ser muito úteis:

a) Lista O Som nas Igrejas – Lista exclusiva para tratar de áudio no âmbito das igrejas.

http://tech.groups.yahoo.com/group/somigrejas

b) Lista Proaudio BR – Lista de áudio profissional aberta a quem quiser participar.

http://br.groups.yahoo.com/group/proaudio-br

c) Church Sound Check List (CSC List) – voltada para a sonorização de igrejas, lista em inglês

http://www.churchsoundcheck.com/

Aproveitem bastante.
 
Editado por um moderador:
G

Guest

Guest
#2
Ola David
Gostei do topico. Estou estudando mais sobre som.
Estou em uma igreja agora onde todos operdores de som sao adolecentes ensinarao so o BaSICO DO BaSICO PaRa eles (so liga mesa e aumentar o volume eles nao sabem sobre cabos, entrada, saida e etc.)

vc conhecer alguma apostila? para mim imprimir pra eles... sendo todos novos vcs conhecem uma abordagem ou medoto de ensino pra me ajudar nessa?
 
#3
Olá Tiago.

vc conhece alguma apostila? para mim imprimir pra eles... sendo todos novos vcs conhecem uma abordagem ou medoto de ensino pra me ajudar nessa?
Há um site que não citei no artigo, o Áudio nas Igrejas (http://www.audionasigrejas.org), que tem uma apostila de Áudio Básico on line e tem uma versão dela em PDF para baixar. Eu não citei o site no artigo pq, em função da falta de tempo do editor, ele não está atualizado. Do lado esquerdo da tela há uma série de links... clique em Apostila Básica de Áudio.

Espero que ajude.

[]'s
 

bersan

Administrator
Moderador
#4
Olá David e todos,

O excelente livro Áudio, Engenharia e Sistemas do Luiz Fernando Cysne está esgotado para compra já a algum tempo. Entretanto, o mesmo editou agora o livro A BÍBLIA DO SOM, um compêndio de mais de 1.000 páginas extremamente elaborado e completo.

Seria indispensável na Biblioteca de cada um, não fosse o preço, 320,00 reais, proibitivo para muitos. Mas pelo conteúdo essa Bíblia deve valer cada centavo. Mais informações em <!-- w --><a class="postlink" href="http://www.lcysne.com">www.lcysne.com</a><!-- w -->.

Quanto as apostilas, temos várias (inclusive essa citada por você, de autoria de Felipe Filippino, 36 páginas) na seção de Downloads do nosso próprio site (SomAoVivo). Só clicar na opção Apostilas de Áudio. Essa do Felipe é uma boa apostila introdutória para quem está começando. Existem outras mais completas ( e maiores) também, de leitura complementar depois dessa. Acho que uma apostila de 180 páginas logo de cara vai assustá-los.
 
#6
Olá David,

Legal o texto. Só tenho uma discordância, o livro do Vance Dickason traduzido pelo Homero não é básico. Temos um grupo de estudos em eng de audio na ufmg e na época em que estudamos caixas acústicas, dentre outros livros, estudamos este. Não pode ser colocado no mesmo nível do livro Som ao vivo, que ao meu ver tem coisa errada na parte de sonorização. Ele passa uma idéia que deve ser combatida e não promulgada.

Este não é um livro de leitura fácil, mas de leitura maçante, muito maçante. Ele parte do pressuposto que vc tem alguma ferramenta matemática para lidar com o texto. Isto é facilmente verificado na exposição dos modelos. Em todos os gráficos de resposta, para uma interpretação correta, demanda um conhecimento que não é básico.

Na primeira parte, sobre alto-falantes ele compara o alto-falante com uma máquina C.C, e fala de estator e rotor, neste ponto para um leitor iniciante já é um soco na barriga, ele vai voar mesmo!

Na parte de x-over, se o leitor não tem um conhecimento do que seja magnitude e fase, decaimento e etc... vai simplesmente voar de novo.

Para quem lida no audio sabe, a teoria de filtros não e algo banal. E para todos os tipos de caixa, ele modela como sendo um tipo de filtro.

Enquanto estudava este livro ficava pensando nas pessoas que compraram pensando que vão construir suas próprias caixas, e se deparam com um texto que prova o contrário para elas, pois são convencidas que projetar caixas acústicas de qualidade não é algo banal. O Homero me disse uma vez que este foi o propósito do livro, empurrar fora todos os "bicudos" que até então atuavam na eletroacustica. E noto que ainda tem, basta ver o que se vende por ai como sendo Line Array.

Na parte de Thiele-Small então, Jesus... não e básico!

Mudando de assunto, para quem tem leitura em inglês, o melhor livro sobre física da Som se chama: Science of Sound, do Rossing.

Este livro tem o MELHOR texto que eu já li sobre o assunto, com uma didatica incrível. Cobre tudo, desde a noção mais básica sobre o que é frequência, chegando até a conhecimentos recentes da acústica de salas.

A parte de transdutores dele é muito legal, já a parte de eletrônica dele eu achei um pouco ultrapassada, mas é um ótimo livro.

Ah... incrível tb o estudo da acústica dos instrumentos, ele analisa TODOS, lendo este livro vc vai ver que tem muita coisa errada escrita por ai sobre tessitura, principalmente quando se pensa em timbres e como o ouvido detecta timbre e o que ele detecta primeiro se é timbre ou altura, pesquisas recentes caminha em contrapartida a muita coisa escrita por ai, mas isto é outro assunto. E isto se aplica em PAs, e como!

A parte que ele analisa as vozes então é um show a parte! Vale a pena ler até mesmo com um dicionário do lado para aqueles que não tem leitura em inglês.

Se alguém quiser eu passo a biografia completa depois. Sei que este é um site voltado para o audio nas igrejas, mas tenho notado que tem muita gente aqui que aprecia estudar e são estudantes sérios, muito bom isto, legal mesmo, por isto passei esta biografia.

Um abraço,
 

bersan

Administrator
Moderador
#8
Oi Spurgeon,

o livro do Vance Dickason está encostado em algum lugar aqui em casa. Para mim, ele realmente me ensinou tudo o que eu precisava saber sobre caixas:

1 - obter um bom resultado é algo muito complicado
2 - a qualidade do projeto influencia diretamente no resultado. Boas caixas exigem bons projetos, excelentes caixas exigem excelentes projetos e caixas sem projeto são caixas sem projeto.
3 - é muito melhor comprar pronto do que fabricar a sua própria. Sei que sai mais caro, mas penso sempre que além do material também estou pagando o projeto.

Tenho umas caixas Yamaha e algumas de um grande fabricante nacional. As Yamahas são bem menores, bem mais leves e tem um sonzão fantástico quando comparado com as nacionais. Quem escuta, mesmo não sabendo nada de som, descobre logo que tamanho NÃO é documento. Custam mais que o dobro das nacionais, mas valem cada centavo a mais.

Para quem ainda assim quiser fabricar suas próprias caixas, uma sugestão: não faça "de cabeça"! Nos sites dos fabricantes de falantes há vários projetos elaborados pela engenharia da empresa com resultados satisfatórios.
 
#9
ola para todos!

Bom gostaria de fazer o uso do espaço , bom é realmente melhor comprar feito pois nao é nada facil montar um sistema ou caixa q sejam bem legais de timbre e potencia , pois para construir uma caixa temos q levar em conta varios aspectos ; 1 madeira( se for de má qualidade ou fina ) vai ter varios prejuizos e barato sai caro, 2 um projeto adequado para seus falantes,3 para qual o fim dessas caixas ,pois nao adianda fazer uma caixa cornetada para ambientes pequenos por ex.
mais outra coisa nao adianda pegar um projeto na net e copiar deixando para traz muitas coisas sem fazer pois alguns detalhes q fazem a diferença.

Experiencia! faz 3 semanas que estou num projeto de line mais ainda falta detalhes para terminar , bom o interessante é q varias pessoas q nao sabem nada do assunto gosta de dar palpite. abs!
 
#10
Olá Pessoal,

Bersan, verdade. Prefiro tb comprar caixas prontas, se for de uma empresa séria, ao menos projeto ela tem.

Das caixas que vc testou, destas nacionais como Leac's, Antera, Ciclotron, Clever, O'neal, Attack e etc... de qual vc mais gostou? To pergutando isto pq acho muito legal estes estudos que vc faz sobre equipamentos para igreja, é muito sensato, se adequa à realidade das igrejas.

Um abraço,
 

bersan

Administrator
Moderador
#11
Rapaz, complicado falar de caixas. O gosto pessoal influencia também.

O que posso dizer sobre a maioria das marcas que você citou é que tem gente que ama e gente que odeia. Interessante notar que existem fabricantes que conseguem ter alguns produtos horrorosos e outros maravilhosos. Evidente que o preço individual do modelo reflete também seu projeto.

Mas não sou bom de caixas acústicas para falar isso, e aqui na minha cidade algumas marcas raramente chegam, como Attack. Então pessoalmente fica difícil escrever sobre isso.

Já o Giorgio e o Caio Ferrari podem dar uma luz. O Giorgio fabrica suas próprias caixas e até seus falantes, já o Caio é um estudioso da matéria.
Fica o convite para escreverem um teste de equipamentos sobre.
 
#13
Bersan,

É verdade, não há muito consenso sobre estas caixas nacionais. Nunca vi dividir tanto como as caixas antera, eu mesmo sou um que não gosto. E outra, falando em caixas, abomino o sistema bose, já vi tocando, não gosto, e os caras estão invadindo as igrejas com bose aqui em BH. Todavia, sei que tem gente que ama! Fazer o que, né? (rsrs...)

Giorgio,

Legal, nao sabia que vc fabricava suas próprias caixas, e fabrica tb até alto-falantes tb? Uau... legal mesmo!

Um abraço,
 
#14
Surpreso, extremamente surpreso!

Pela primeira vez em minha vida ouvi alguém dizer que não gosta da Bose, não quero de forma alguma parecer irônico com a frase, mas realmente me surpreende, talvez estejamos falando de ambientes inadequados para esse tipo de caixa(espaços grandes demais, com má distribuição e com quantidade inadequada de subs), a primeira vez que ouvi uma caixa Bose eu ouvia o som alto, cristalino, lindo e não conseguia ver as caixas até que o dono me mostrou duas esculturazinhas, erram dois cubinhos empilhados, pareciam brinquedos, não acreditei tive que ir por o ouvido nelas, ali naquele momento toda a fisica aprendida na escola virou fumaça, pois tudo bem havia um sub escondido embaixo de uma estante, mas a caixa começa em uma frequência inacreditável para seu tamanho e num volume absurdo, sem distorçao!?!??!!?!?!?!??!?
Depois fui trabalhar numa casa que tinha um sisteminha Bose, aquelas com os dutos na frente parecendo olhos, olha dava trabalho queimar aquelas bichinhas...

Gustavo.
 
G

Guest

Guest
#16
Sobre a Bíblia do Som

Recentimente adquiri esse grande livro, pesa 4Kg e mais de 1000 páginas, ainda estou no comecinho tentando entender o básico do áudio, tem coisas q ainda não consigo "enxergar"......enfim, o livro tem de tudo, muito bom.

Pra adquirir é só passar um e-mail para <!-- e --><a href="mailto:[email protected]">[email protected]</a><!-- e -->,

Maria Emília Zanini ou ligar para (11) 3078-3516 / Cel: (11) 9638-9134

não conseguir colocar a imagem para mostrar o livro.


Gilson

[/img]
 
G

Guest

Guest
#18
agora vamos ver se dá certo a foto do meu livro....



Poxa, q maneira difícil de colocar uma imagem aqui! o q se tem q fazer? não é só clicar em imagem, dpois colocar o caminho de onde tá a foto no micro e dpois fechar com "alt+p"??? não consigo colocar a foto..

Pense num livro q tem de tudo....tenho até medo qdo dou olhada em tudo q tem e q tenho q aprender..rs rs rs

GIlson

 
G

Guest

Guest
#20
sobre imagens..

Valeu bersan, já imaginava isso quando vi o link da foto do livro acima do outro colega...

Gilson