• This site uses cookies. By continuing to use this site, you are agreeing to our use of cookies. Learn More.

Mais Vendas = Mais Produção = Menor Preço!!!

#2
governo poderia seguir esse exemplo tbém, 2011 foi recorde de arrecadação tributária, e continuamos batendo recordes de pessoas morrendo nas filas dos hospitais...
recorde de vagabundos no poder, recorde de corrupção !!

parabéns Studio R...nesse pais onde temos q pagar cada vez mais impostos, é raro uma empresa tomar uma iniciativa dessas....abraços
 

D som

Active Member
#3
:lol: :lol: :lol: :lol:

Ai seu eu tivesse uma bola de cristal!

Comprei semana passada uma X3 por 3420,00 :| :| :|

Se tivesse esperado, teria comprado uma NA 6400 :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:


Parabéns Studio R por ter tido coragem e romper com o sistema!
 

isinho

Administrator
Moderador
#4
R. Leal disse:
Parabens a Studio R, que sirva de exemplo para muitos fabricantes nacionais!!!
Acho louvável se baixar o preço, mas acho também que é muita falta de consideração com o lojista que ajudou a construir o nome da marca a empresa vender diretamente...

Minha Opinião...
 
#5
Quando o produto eh bom nao precisa de loja pra fazer nome.

Tem um fabricante por aqui que comecou ja vendendo direto mas nao deu certo por problemas nos produtos, se fosse algo confiavel talvez daria certo mesmo sem ajuda dos lojistas. Nao preciso citar o nome, todos devem saber...
 

isinho

Administrator
Moderador
#6
Raphael, infelizmente no Brasil ainda impera a falta de informação. E a grande maioria das compras é efetuada por gente que querendo ou não leva em conta a opinião do vendedor.

Sem contar que após contar com apoio de inúmeros lojistas (inclusive alardeados em seu próprios site), a empresa faz uma dessa. Desculpe, mas eu não concordo.

Depois do nome feito, divulgado; jogar pra cima é fácil...
 
#7
Isinho, eu acho que a Studio R não retirou seus produtos das lojas.
ACHO que eles estão fazendo a venda direta como OPÇÃO.

É óbvio que isso, para os lojistas, é péssimo, pois os preços praticados na venda direta provavelmente é inferior.
Mas, como você mesmo disse, a maioria dos consumidores são leigos. Compram no impulso da recomendação do vendedor.
Vão à loja, explicam a necessidade, o vendedor indica, e o cara compra.
No máximo, acata a indicação de marca/modelo para procurar em mais algumas lojas.

São pouquíssimos os consumidores que, como nós, conhecemos o mercado, sabemos das novidades, entram nos sites dos fabricantes...
A maioria do pessoal nem vai ficar sabendo que a Studio R está fazendo a venda direta, e vai continuar consumindo nas lojas normalmente.

Agora, se as lojas farão ou não chacota com os produtos, só esperando para saber.

SE os produtos da Studio R sumirem das lojas (por decisão da empresa, ou por chacota do mercado), a empresa dedicará seu esforço de vendas apenas no público conhecedor.
São as empresas de locação e projetistas de instalações fixas.

Foi uma decisão acertada? Não sei responder. O andamento da marca nos próximos anos vai dizer.
 

isinho

Administrator
Moderador
#8
Concordo contigo Gabriel.

Mas só pra você ter uma ideia, já sei de parceiros antigos e tradicionais da Sta. Efigênia que pararam de trabalhar com Studio R.
E como disse, eu não concordo, mas...
 

andry110

Well-Known Member
#9
gabriel_equalize disse:
Agora, se as lojas farão ou não chacota com os produtos, só esperando para saber.
Nao temos como saber na certa a resposta do mercado.Das mais provaveis podem acontecer duas coisas :
1. O mercado vai se adaptar e "copiar" o modelo (os outros fabricantes vao fazer a venda direta e por ser mais barato o produto vai competir DE NOVO com Studio R no preco.Ai ganha que tiver mais saco...).
2. Sem apoio de lojista fabricante (Studio R no caso) vai acabar saturando mercado e depois de passar o pico das procuras sentira os efeitos de retencao nas vendas .(Afinal o mercado nao de borracha e existe limite dos amps vendidos mesmo com parque de substituacao ja existente na praca).Ai com tempo vai ter que aumentar o preco e procurar meios de marketing mais agressivo para preservar sequencia.Neste caso a volta para comercio tradicional vai ser uma saida logica mas dolorosa...
E nao tem nada a ver com "chacota".'E uma estrategia que StudioR escolheu.Ninguem vai manter o produto (no nosso caso nao estamos mais recebendo encomendas) que num belo dia deixa Voce com estoque MORTO que tem que ser praticamente doado para se livrar.
A nossa resposta foi simples (acredito que muitos dos lojistas fizeram o mesmo): substituimos um dos melhores fabricantes dos amps nacionais por um fabricante importado ..Resultado - vendemos em 4 meses mais que todos amps nacionais em 10 anos!

Abrcs,
andry110
 
#10
Me desculpe Isinho, mas dicordo. As lojas só pensam em lucros exorbitantes. Faço uma pergunta: Se a STUDIOR resolvesse baixar os preços para as lojas (como fez agora para vendas diretas) as lojas repassariam os valores para os consumidores finais? duvido muito, pois seria mais uma oportunidade de aumentar seus lucros. Nas lojas, não existe uma polítca de mercado em que o consumidor seja o foco, e sim o enriquecimento através de lucros exorbitantes.
Torço muito para que a STUDIO R tenha muito sucesso neste projeto, pois em breve estarei adiquirindo meu primeiro AMP desta marca tão conceituada, coisa que há algum tempo atrás era quase improvável.
 

andry110

Well-Known Member
#11
oseiasgsousa disse:
Faço uma pergunta: Se a STUDIOR resolvesse baixar os preços para as lojas (como fez agora para vendas diretas) as lojas repassariam os valores para os consumidores finais? duvido muito, pois seria mais uma oportunidade de aumentar seus lucros. Nas lojas, não existe uma polítca de mercado em que o consumidor seja o foco, e sim o enriquecimento através de lucros exorbitantes.
Provavelmente o senhor nunca lidou com comercio.Infelizmente (ou nao)...
StudioR NAO BAIXOU OS PRECOS!
O preco que StudioR esta praticando 'e proximo ou exatamente o mesmo que ele esta oferecendo para comercio(tirando a brincadeira com ICMS e frete que muitos consumidores contribuintes nao percebem).Unica diferenca que comerciante deve pagar mais de 30% desse valor como impostos : ICMS (!), IPI (onde se aplica), NF, IR etc (PIS e COFINS dos importados).. E ainda vou pagar frete (que no caso de amplificador 'e caro e demorado ja que vai rodoviario). Ou seja : se eu pagar R$ 7000,00 por um amp da StudioR (ou de qualquer outro fabricante) eu tenho que vender ele por R$ 11.000 para ter margem de R$ 1500,00 .Nessa margem entra parte de pagamento de juros de cartao,contas a pagar ,folha de pagamento ,previdencia ,seguro ,perdas naturais ,manutencao e preventiva do predio, sistema de comercio homologado,site da loja ,etc ,etc ..Sobra o que desse todo lucro EXORBITANTE!
Consumidor 'e sempre foco.Mas o comercio funciona de forma piramidal : fornecedor - loja - cliente .E no top - governo com a seus politicos ridiculos ..Qualquer distorcao dessa piramide afeta todos os lados..
So para entender como funciona o comercio 'e bom procurar mais info :
http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20110831143630AA8GZvb
Abrcs,
andry110
 
#12
Studio R disse:
O que houve foi apenas que depois de décadas trabalhando exclusivamente de forma totalmente séria e ética com lojas que ganharam muito, muito dinheiro revendendo nossos produtos (não foi por caridade deles, nem só para nos ajudar e nem de favor, assim como isso para nós também valia a pena como negócio), percebemos que as coisas mudaram, o mercado mudou, o mundo mudou e já era hora de fazermos igual várias outras empresas do mundo já fazem e passar a vender TAMBÉM direto. E o mercado todo foi informado abertamente sobre isso.

O resultado, é que muitas lojas continuam oferecendo nossos produtos normalmente, inclusive na Sta. Ifigênia. Ou seja: sequer existe a questão de "volta para o comércio tradicional", pois continuamos trabalhando esta frente e apenas temos agora uma frente nova adicional.
Concordo com esse ponto de vista.
A Studio R é uma marca de produtos diferenciados pela qualidade, e consequentemente, mais caros que concorrentes com produtos "mais simples".
O mercado do varejão do áudio, com pouco ou nenhum embasamento técnico nas vendas, tem como principais produtos no ranking de vendas os mais baratos.
Esse ranking é resultado das igrejas pequenas, barzinhos, restaurantes, músicos amadores... Gente que acha um absurdo pagar R$3.000 num amplificador de potência.

A decisão da Studio R por fazer venda direta, como eu disse anteriormente, é sinal de estar focando suas vendas nos consumidores mais conscientes tecnicamente, como empresas de locação, por exemplo.

Quanto aos produtos da Nashville, não tenho certeza se foi uma decisão sábia. São produtos que tem condição de brigar, também no preço, com os outros fabricantes do varejão.
 
#13
Andry, me desculpe se a colocação que fiz lhe ofendeu, não quis generalizar. Se foi esta a impressão que passei peço perdão a todos os comerciantes/lojistas que frequentam este site. A minha colocação é embasada justamente por ter trabalhado em comercio e "ver" na prática seus processos. Conheço as dificuldades de lojistas e comerciantes, sei da carga tributaria impelida pelo governo e os custos com Pessoal, lojística, etc, e o tanto que isso representa no custo final de um produto ou serviço. Mas na prática não é só isso que determina o preço de venda de um produto. Na verdade, o fator determinante do preço de um produto é a concorrência, é a lei da "oferta e da procura". Volto a repetir, se houver uma oportunidade de lucrar mais, o consumidor será o último a ser beneficiado nessa pirâmide como você mesmo colocou.
 

andry110

Well-Known Member
#14
oseiasgsousa disse:
Andry, me desculpe se a colocação que fiz lhe ofendeu, não quis generalizar.
OK.Entendido e sem problemas.
Creio que Voce tem proprias razoes para tal definicao.Da nossa parte posso garantir que todo e qualquer tipo de OFERTA vindo do fabricante (nao importa - nacional ou nao) a gente repassa para consumidor.E nossas promocoes sao frequentes.Por exemplo , estamos "queimando" todo estoque de Frahm,Ciclotron,Meteoro,Selenium,StudioR,etc. com ate 40% de desconto por conta propria!Ou seja , com valor de custo ou menor ainda!
Apesar que nossa loja fica longe da SP muita gente (inclusive collegas de forum) nos visitam e podem confirmar as minhas palavras .

Studio R :
Studio R disse:
Lamentamos, mas é nossa obrigação informar que agora você falta com a verdade.
Não existe em nenhuma tabela de preços nossa enviada à qualquer loja em qualquer condição fiscal e nem nunca houve nenhuma promoção ou algo do tipo onde alguns modelos nossos foram oferecidos com preços mais baixos do que agora. E preços obtidos com grande ajuda da maior da ECONOMIA DE ESCALA por conta de aumento de vendas, independente de qualquer outra razão listada ou não por você. E podemos provar isso. Já você não pode provar sua afirmação e não deveria portanto agir como está agindo. Qual sua motivação para tal?
Essa passagem um tanto maieutica que ate eu posso duvidar das minhas palavras :wink:
Mas ja que a filosofia nunca foi meu forte ....Colocamos na ordem : paramos de comprar com StudioR DEFINITIVAMENTE bem antes de entrar "venda direta" e bem antes de Nashville voltar.Por tanto : nao precisa (nem eu) provar nada - basta Voce analisar compas dos ultimos 10 anos da nosa loja (e Voce pode facilmente fazer isso) e comparar :lol: .
E deixe suspeitas de "motivacoes" para representantes das outras marcas nacionais.Eles tem bem mais motivos..
Vou repetir mais uma vez o que ja falei antes : considero StudioR (de longe) MELHOR(!) amplificador nacional.E nossa decisao de parar de trabalhar com produtos da marca foi motivada precisamente devido ao preco e certo desinteresse do fabricante e/ou representantes na nossa regiao.

Abrcs,
andry110
 
#20
Há alguns meses atrás eu estava prestando serviço em uma boate em Brasília, e havia uma caixa amplificada da Studio R, dos modelos bem antigões.
Eu nem sabia que a marca já tinha fabricado esse tipo de produto, mas tava lá, funcionando, após vários anos de existência.