• This site uses cookies. By continuing to use this site, you are agreeing to our use of cookies. Learn More.

Operador de Som ''Crente''?!?

#1
Olá amigos do SaV belezzzzz ?

Bom, resolví criar esse tópico porque gostaria de saber oque acham os meus amigos se para uma igreja cristã um operador de som precisa ser cristão ?

Tenho a minha opinião formada sobre esse assunto,mas gostaria de saber a opnião dos irmãos do SaV !
 
#2
Tenho certeza que sim,
Acho que não se deve colocar este instrumento tão fundamental para igreja, que é o "som", na mão de quem não se sabe aonde deposita a fé...

Neste mundo a qual vivemos, não podemos dar brecha ao inimigo das nossas almas!
 
#3
Fala Galera a paz, tenho certeza que para dentro da igreja o operador de som tem que ser cristão sim! pois estamos trabalhando com instrumentos consagrado a Deus, por isso devemos ter as nossas vidas consagradas a Deus, lembram de ofini e Finéias, filhos do profeta Eli, roubaram a arca e pagaram o preço por toar em algo santo, então devemos ter nossas vidas diante do altar do Senhor sim. um grande abraço a todos.
 
#4
Dentro da igreja , nas programações da igreja sim , acho absolutamente necessário que seja evangélico sim , e da casa também de preferência.

agora , eventos é um caso a parte , nem sempre temos uma locadora com membros evangélicos para fazer determinados eventos que precisemos , desde que no contrato haja uma conversa , e que o operador que não é evangélico que esteja trabalhando no evento , tenha respeito pela fé ali praticada.

Como disse o grande Daniel , a passagem bíblica que diz a respeito de quem tocou na arca sem estar santificado.

E minha opinião com respeito a esse assunto , vai muito além dos limites da equipe de som , assim como os cantores , músicos e pregadores necessitam estar santificados para levar a palavra de Deus aos corações dos membros , creio que também os operadores de áudio , diáconos e toda equipe que trabalha na obra do senhor também precisa levar uma vida santificada com Deus.

Acho que em muitas das vezes , pessoas não levam a sério o cargo que exerce em sua igreja.

E acho interessante a idéia do tópico , é bom que assim expomos idéias e pensamentos , fazendo assim , crescermos espiritualmente.

Abraços e Paz seja convosco amados irmãos.
 
#5
Concerteza sim, pois o som é um serviço da casa do Senhor, assim como não devemos colocar pessoas não crentes para realizar as outras tarefas, como cantores e músicos o som também deve ser feito por pessoas com a vida consagrada ao Senhor. Por mais profissional que seja um técnico se ele não tem a unção do Espírito Santo como poderá lidar com os irmãos da igreja e as peculiaridades que somente irmãos em Cristo conseguem lidar.
 

deneripr

Well-Known Member
#6
é muito simples, a resposta é logicamente sim! porque?

Porque assim como meu pastor me ensinou, tudo o que se faz na casa do Senhor é um ministério, desde limpar o chão até pregar, tudo é um ministério e nenhum é mais importante do que o outro...

Quem limpa o chão da igreja tem o mesmo Galardão do que aquele que cantou e pregou, pois assim fizeram para Deus e não para homem, e aqueles que aceitaram Jesus o fizeram pelo convencimento do Espírito e não por homem... Lógicamente quem trabalha no MINISTÉRIO DE SOM tem o mesmo galardão, pois, todos os serviços são essenciais para o templo e para a perfeita pregação da Palavra de Deus...

Sendo o som um MINISTÉRIO, deve-se levar em consideração tudo o que se deve respeitar, obedecer e fazer para tal ministério... a primeira delas é ser BATIZADO, sim para se fazer parte de qualquer ministério em qualquer igreja deve-se ser MEMBRO daquele corpo, pois como pode alguém que não é parte do CORPO ministrar sobre ele?

Segunda: Deve ser FIEL, seja nos DIZÍMOS E OFERTAS, pois as brechas que são abertas quando não se é FIEL nesta área podem acabar dando muito prejuízo além de espíritual, FINANCEIRO para a igreja, pois quando não somos fiéis o INIMIGO tem legalidade para agir em nossas vidas e naquilo que fazemos...

terceira e mais importante: DEVE SE SANTIFICAR, deve viver uma vida de busca da SANTIDADE, pois para MINISTRAR na casa de DEUS deve-se ter uma vida de negação de sua carne e de INTIMIDADE com o SENHOR... (Entendam que ministrar não é apenas orar, impor as mãos ou cantar, é fazer qualquer coisa para DEUS)
 
#7
É complicado.

Conheço Igrejas, inclusive grandes (em números), que contratam músicos por culto, sem se preocuparem em saber se são convertidos ou não.

Concordo que Operador deva ser crente, mas, pensando na administração, como fazer se você não possui um operador? Ou se ele ainda está em treinamento e o seu sistema exige um grau de profissionalismo um pouco maior devido a complexidade? Talvez em algumas situações o uso temporário de um Operador não crente se justifique.

Abraços,
 

deneripr

Well-Known Member
#8
é simples, se tem um sistema que exija mais "profissionalismo" dos operadores, porque não pagar cursos de capacitação para dois ou três membros que se interessem? concerteza sai melhor e mais barato do que contratar alguém de fora...
 
#9
É complicado.

Conheço Igrejas, inclusive grandes (em números), que contratam músicos por culto, sem se preocuparem em saber se são convertidos ou não.
edlo acredito não ser complicado não a bíblia nos diz algo muito interessante: E sucedia que, quando o espírito mau da parte de Deus vinha sobre Saul, Davi tomava a harpa, e a tocava com a sua mão; então Saul sentia alívio, e se achava melhor, e o espírito mau se retirava dele.
1 Samuel 16:23


Será que em um momento de louvor os músicos profissionais vão ter unção para expulsar demonios?

Devemos sim todos que exercem a obra de Deus independente sem tem algum ministério ou não nos separarmos, veja o que novamente nos diz a bíblia: E Davi, juntamente com os capitães do exército, separou para o ministério os filhos de Asafe, e de Hemã, e de Jedutum, para profetizarem com harpas, com címbalos, e com saltérios; e este foi o número dos homens aptos para a obra do seu ministério:
1 Crônicas 25:1, acredito que a palavra chave seja separação, então é tempo de pararmos e pensarmos nesta questão com muita cautela, e seguir o que a bíblia nos diz.
 
#10
deneripr disse:
é simples, se tem um sistema que exija mais "profissionalismo" dos operadores, porque não pagar cursos de capacitação para dois ou três membros que se interessem? concerteza sai melhor e mais barato do que contratar alguém de fora...
concordo, mais infelizmente nem todas as igrejas ver por esse lado
 
#11
Levando pro sentido figurado....
Vc deixaria um mecânico de fusca experiente tomar conta, mexer, trocar peças na sua ferrari?
do mesmo modo... por mais profissional que seja o operador de som, ele tem que ter uma real experiencia com DEUS para poder administrar um setor tão importante do culto.
O Diabo só precisa de uma brecha para poder trabalhar... e com total certeza essa seria uma brecha e das "boas".
 
#12
Graça e Paz irmãos,e Helio parabéns pelo tópico,como disse o Dener e é assim na minha igreja ,trata-se de ministério,no livro de números cap. 3,Deus separa os filhos de Arão para o serviço do tabernáculo,no cap. 4 vem os deveres dos levitas,(aqui na igreja quem toca,canta,dança ou serve na casa de Deus é um levita), em Levítico 10:1 e 2,Nadabe e Abiú morreram pois colocaram fogo estranho no Altar,não podemos deixar qualquer um subir no Altar so porque é profissional temos que vigiar e ainda que com dificuldades nos aperfeiçoarmos para prestarmos o nosso melhor a DEUS.
 
#13
A PAZ


Crente não, CRISTÃO, Ontem aqui no forum, não lembro em qual deles eu falava isto.
Todos estão corroborando com a minha opinião. E tem que ser assim mesmo.
Quanto a pergunta que fizeram se não tivesse alguem apta, minha resposta é a mesma que fiz quando uns musicos se rebelaram e eu falei alto e bom som, se não quiserem cumprir as determinações da igreja então se cantará a "capela" e pronto o que não pode é ter um culto onde não exista comunhão dos irmãos.
Realizem esta imagem, uma grande igreja com um culto ao ar livre, contrata um tecnico de audio e o rapaz dá uma saidinha e dá um tapa em uma marijoana. ou então tomou uma cervejinha, já imaginaram a esperitualidade deste culto, ou voces acham que isto é improvável?
Então irmãos, vamos ter mais fé, pois DEUS em todas as provas ele levanta alguem para suprir. Isto foi no passado e ainda hoje continua levantando, ou os testemunhos que ouvimos em nossas igrejas são mentirosos?. Pois a maior prova somo nós aqui, que enfrentamos rostos irados, orçamento minguados e não deixamos o som, ao contrário damos as nossas energias para tudo sair a contento.
 

D som

Active Member
#14
Tem que ser sim.

A Bíblia diz que o Senhor não tem prazer em quem faz a obra de forma relaxada, imagina se não é cristão! que compromisso em adorar tem? Músicos,operadores, cantores e etc formam um "conjunto de servidores da casa de Deus para sua adoração".

Faça uma reflexão: Em algum momento por causa de alguma coisa que ocorreu durante o culto você ficou irado, chateado ou amargurado(alguem reclamou do som, alguem colocou culpa onde vc não tinha e etc). Quando isso aconteceu, percebeu que o clima mudou num todo? Somos corpo de Cristo e se um membro está com problemas, todos sofrem!

É essa minha opinião.
 
#15
Eu também concordo que deve ser cristão, apenas coloquei que, até que se tenha um operador apto a operar e administrar um sistema, pode-se fazer uso temporariamente de um que não seja, até que aqueles que assumirão definitivamente estarem preparados e seguros na tarefa.

Além do que, não é porque não são cristãos que desrespeitariam as regras e costumes da igreja. Basta deixar tudo claro na ocasião da negociação ou até colocar como cláusula contratual.

Encaro este meu ponto de vista como uma contratação pura e simples de um profissional, para a prestação de um trabalho com objetivo e prazo definidos, assim como, por várias vezes, o fazemos em outras áreas, como pedreiros, serralheiros, chaveiros, bombeiros, fretamento de ônibus, etc, etc, etc......

Abraços,
 
#16
Paz irmãos.Minha opinião é a seguinte,acho que ele tem que ser cristão,não necessáriamente crente.Acho que todos que servimos em uma casa cristã devemos sobretudo nos conscientizar de nosso trabalho é unica e exclusivamente para servir à DEUS.Tenho alguns amigos católicos que são tão ou mais responsáveis que muitos evangélicos que conheço.
 
#18
A PAZ


EXATAMENTE, frisei bem CRISTÃO. Pois placa é apenas uma placa. Agora um dos grandes problemas que está acontecendo é que nossas igrejas não se preparam e então querem fazer eventos externos sem extrutura para acompanhar. Lembremos que os operadores são levitas. Até concordo que os pedreiros, os serralheiros e as demais categorias podem ser profissionais sem serem cristão, pois após as obras serem terminadas elas serão consagradas.
 
#20
Acho sim necessário, tanto pelos motivos muito bem colocados e embasado biblicamente nas mensagens anteriores como pelo seguinte. Todos nós passamos por várias situações desagradáveis mesmo trabalhando na igreja por falta de conhecimento das outras pessoas que se envolvem, falta de comprometimento, estrutura precária, mas continuamos firmes em nosso posto porque temos a nossa fé no mestre e em seu mandado como objetivo principal de nossas vidas. Alguém sem a vida completamente comprometida com a obra estaria disposto a passar por tudo isso?

PS: um "tudo isso" que não é nada diante do que o nosso mestre passou.