• This site uses cookies. By continuing to use this site, you are agreeing to our use of cookies. Learn More.

Treinamento de uma Equipe de Som - Parte 3

bersan

Administrator
Moderador
#1
Tópico para a discussão do seguinte artigo publicado no Som ao Vivo:

Treinamento de uma Equipe de Som - Parte 3
<a class="postlink" href="http://www.somaovivo.mus.br/artigos.php?id=253" onclick="window.open(this.href);return false;">http://www.somaovivo.mus.br/artigos.php?id=253</a>

Aqui está um pequeno trecho do artigo:
"<p style="text-align: center; "><b>Parte 3: Envolvendo músicos e cantores no trabalho</b></p>
<p> </p>
<p> </p>
<p>Dá um trabalhão. Muito trabalho mesmo. Final de semana para descansar... nem sei o que é isso nesses últimos tempos. Problemas mil a serem resolvidos. Refazer, consertar, testar tudo! Nada pode falhar. E também muito importante, t..."

Comentários são bem-vindos.

Atenciosamente,
Equipe Som ao Vivo
<a class="postlink" href="http://www.somaovivo.mus.br/" onclick="window.open(this.href);return false;">http://www.somaovivo.mus.br</a>
 
#2
Achei muito bom, é muito importante educar também os músicos.

Mas tenho um porém, embora eu saiba que isso varia de lugar pra lugar. Não concordo com a história da extensão pro guitarrista, eu acho que a energia elétrica, tanto pro guitarrista quanto pro tecladista, é de responsabilidade do pessoal do som. Claro que seria bom que eles carregassem uma extensão, mas pra sua própria segurança mesmo.
 
#3
Gostei muito.

Realmente a maioria dos usuários não tem o conhecimento desejavél para utilizar microfone, cabos, caixas e etc.

É nossa responsabilidade repassar essas informações, pois o som só sai legal, bom com a ajuda deles.

Eu queria estar lá, principalmente para ouvir o convite de ir a pizzaria!

Deus abençõe!
 
#4
O Bersan parece que tem curso de psicologia para dar aula a musicos.

Otimo esse artigo,melhor que tá não fica, ainda foi engraçado em algumas partes que ai na gargalhada.

Quanto aos amigos alguns sabe porque temos poucos, :mrgreen: ,afinal queremos o melhor, mas Bersan uma coisa que eu aprendi no som mesmo sem ser chefe de equipe, você gritando (mesmo,não é falar mais alto) ou falando em tom de estress ajuda em nada, só deixa a pessoa mais aguniada e ela pode acabar fazendo errado, então se for falar ,fale alto, se for dar bronca dá bronca de leve e ensina a fazer ao mesmo tempo.

Tem baixistas que levam pedaleira.
 
#5
Bersan,

Como sempre se superando, cara a cada artigo vejo que realmente a equipe de som é uma só, temos os mesmos problemas e compartilhamos das mesmas soluções ate mesmo sem nos conhecermos.
Mais uma vez vejo que fazemos parte de uma mesma igreja.
Parabens pelo artigo mais uma vez e que continue escrevendo para que possamos esta aplicando cara vez mais nossos aprendizados em nossas igrejas.

8) 8)
 

bersan

Administrator
Moderador
#6
Olá gente,

desculpe, demorei em ver o tópico.

V. do Fly PA escreveu:

você gritando (mesmo,não é falar mais alto) ou falando em tom de estress ajuda em nada, só deixa a pessoa mais aguniada e ela pode acabar fazendo errado, então se for falar ,fale alto, se for dar bronca dá bronca de leve e ensina a fazer ao mesmo tempo.
Eu sou um "sargento" nas aulas, grito, esperneio, deixo o cara doido, mas na hora do evento sou de uma tranquilidade só. Mas grito, cobro, falo o tempo todo, porque na hora do evento, vai ter alguém que faça isso por mim.

Eu literalmente faço assim para ver se a pessoa aguenta a pressão de um evento.

Um evento, primeira vez de um rapaz na VEGA, eu fiz isto. Evento pequeno, eu fui lá para trás (onde ninguém me visse e eu gritei, esperneei, fiz o cara ficar vermelho de raiva, tirar leite de pedra, mas ele foi até o fim sem reclamar.

Terminado, voltei nele, dei um grande abraço, os parabéns, e falei que agora sim ele estava 100% pronto para a equipe. Porque muitas vezes ele iria ouvir reclamações, brigueiros, iria sofrer pressões, e não poderia abrir a boca para retrucar.

Em resumo: faz parte do treinamento. Do evento, não faz parte não. Infelizmente, há lideranças (e músicos, e cantores...) que esquecem que isto não faz parte do evento. Por isto que faz parte do treinamento.

Um abraço,

Fernando
 
#8
É...quando eu li novamente este artigo...passou um filme na minha cabeça. rs

Olha, quando Fernando se transforma em Capitão Bersan, é bom vc estar muito decidido em ser operador de áudio. Se tiver duvidoso, sai correndo! kkkk
É a nossa realidade! Pressão...tempo curtíssimo...muita atenção/racioncínio...perfeição e claro a nossa máxima:
- Fazer parte da equipe de som é chegar primeiro no lugar e ser o último! Com direito a apagar a luz e fechar a porta! rsrs

Foi um treinamento necessário! Todos mudaram depois dele!
Sempre aperfeiçoando e buscando conhecimento teórico e espiritual!

Abraço!