Aumento de impostos para produtos importados terá reflexo direto no mercado de Áudio

A Câmara dos Deputados aprovou na semana passada a medida provisória 668 (MP 668), que determina o aumento da alíquota dos impostos PIS-Pasep e Cofins, incidentes sobre produtos importados em geral. Mesmo tendo que ser referendados pelo Congresso, os aumentos já passam a valer a partir deste mês.

Sob o argumento de que o aumento era necessário para reduzir a competitividade de artigos importados contra a produção nacional, 323 deputados votaram a favor da MP, enquanto 125 foram contra e 5 se abstiveram de votar.

O ajuste, que eleva a alíquota do PIS-Pasep de 1,65% para 2,1% e da Cofins de 7,6% para 9,65%, deve render aos cofres do Tesouro uma estimativa de R$ 700 milhões para este ano e até R$ 1,2 bilhão para o ano que vem, segundo o Ministério da Fazenda.

O reflexo do aumento nos impostos deve ser sentido diretamente pelo segmento de áudio, uma vez que grande parte dos produtos consumidos no segmento é importado.

About the Author

TonReb
Moderador - Som ao Vivo

Be the first to comment on "Aumento de impostos para produtos importados terá reflexo direto no mercado de Áudio"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar