Visitação AES 2015

Estivemos presentes na última edição da AES, no qual vamos fazer um pequeno relato do que vimos pela feira:

Staner

No estande da nacional Staner vimos a apresentação dos já conhecidos sistemas de colunas passivos (com opção de trabalhar com sistema de 70V através de chaveamento) e também do sistema ativo de colunas – SLR504, alem dos módulos de amplificação DSA-4250 e também as já conhecidas caixas ativas  SR Series e também seus sistemas de microfones sem fio.
A novidade da Staner ficou para o processador DSM4431, no qual trata-se de um processador de 4 entradas e 4 saídas com algumas novidades, como controle/programação via WiFi, sem a necessidade de router, e também podendo acessado via USB e RS-485. Apenas uma crítica a este item, ele poderia vir com alguns presets já definidos para os produtos Staner, porém não vem com nenhum preset.

 

AES 2015-19 AES 2015-16 AES 2015-17 AES 2015-14 AES 2015-20 AES 2015-22 AES 2015-23 AES 2015-25 AES 2015-33 AES 2015-32 AES 2015-34 AES 2015-35 AES 2015-36 AES 2015-27 AES 2015-29 AES 2015-30 AES 2015-31

 

ProShows

A importadora ProShows trouxe à feira os consoles da Midas, como a mesa Pro6 e a M32, além dos microfones da Áudio Technica, produtos de iluminação PSL, algumas caixas da Lexen e demais produtos que já conhecemos.
A novidade ficou para os lançamentos da Behringer, os produtos da linha X-Air, e o principal produto foi o console XR-18, mixer padrão rack que não possui interface de controle nele, todo controle é feito através de acesso remoto via tablet e smatphone  (tanto Android quanto IOS). Tivemos também a apresentação do X18 (concorrente direto da DL1608 da Mackie), mas creio que este produto seja “apagado” pelo próprio XR18 devido sua aplicação.

 

AES 2015-37 AES 2015-38 AES 2015-39 AES 2015-40 AES 2015-41 AES 2015-42 AES 2015-43

 

Pride

A Pride estava com poucos produtos em demonstração, tinha alguma coisa da Fender, conectores Neutrik e os microfones da Shure. Creio que o foco aqui ficou mais para os microfones e seus sistemas sem fio.
Vamos dizer que a atenção ficou mais para os sistemas de transmissão sem fio dos microfones Shure, como o Wireless Workbench, o sistema ULXD (com protocolo Dante), sistema GLXD (com a base possuindo o carregador das baterias dos microfones) e o sistema Axient. Uma curiosidade que a linha PG esta sendo substituída pela nova linha PGA, que conta com melhor acabamento e ainda capsulas reformuladas.

 

AES 2015-44 AES 2015-45 AES 2015-46 AES 2015-47 AES 2015-48 AES 2015-49 AES 2015-50 AES 2015-51 AES 2015-52

 

Quanta

No estande da Quanta vamos mencionar o que nos chamou a atenção, que foram os sistemas Sennheiser e as mesas Avid Venue.
O sistema de transmissão EW D1 da Sennheiser estava bem demonstrado, com totens possuindo tablets e o sistema completo para fazermos os ajustes dos mics, incluindo um GEQ de 7 bandas, um sistema de ganho de sinal e volume automático e diversas possibilidades de configurações, achamos isso fantástico! Tinha também disponível um sistema de PA compacto e sem fio, no qual era alimentado por 2 baterias e possuía 2 sistemas sem fio já acoplados a própria caixa, muito bacana a solução.
As mesas Venue já são bem conhecidas pelos consumidores e tinha em demonstração a S6L entre outras.

AES 2015-77 AES 2015-76 AES 2015-74 AES 2015-72 AES 2015-71 AES 2015-67 AES 2015-69 AES 2015-56 AES 2015-59 AES 2015-60 AES 2015-63 AES 2015-64 AES 2015-65 AES 2015-57

 

Solid  State Logic

Estavam demonstrando seus mixers digitais e soluções para gravação, alem de tirar as duvidas dos usuários. Confesso que não fiquei muito tempo no estande, são produtos que não me chamam a atenção para meu uso, mas sou fã da qualidade destes consoles!

AES 2015-78 AES 2015-79

 

Gobos do Brasil

A Gobos estava demonstrando os produtos da italiana K-Array, os microfones da Audix, amplificadores Powersoft e demais produtos de iluminação e praticáveis, alem de outros produtos.
Como sempre tinham os sistemas portáteis da K-Array em demonstração e também palestras sobre os produtos da Powersoft e também das demais marcas que representa.

AES 2015-104 AES 2015-103 AES 2015-102 AES 2015-97 AES 2015-99 AES 2015-101 AES 2015-100 AES 2015-96 AES 2015-95 AES 2015-94 AES 2015-93 AES 2015-90 AES 2015-89 AES 2015-87 AES 2015-88 AES 2015-86 AES 2015-84

 

Ls Áudio

Estava na esperança de ver alguns modelos que foram divulgados pelo Facebook da empresa, que eram as caixas no estilo coluna com 3 drivers direcionais, porém não estavam presentes, levaram vários outros produtos que já comercializavam.
AES 2015-105 AES 2015-110 AES 2015-107 AES 2015-108 AES 2015-111 AES 2015-113 AES 2015-114 AES 2015-116 AES 2015-115 AES 2015-120 AES 2015-121 AES 2015-125

 

Amerco Brasil

Estava demonstrando produtos da Proel, Axiom, X-Treme que tinha alguns produtos em demonstração ligados, sendo possível ouvi-los.

AES 2015-128 AES 2015-129 AES 2015-130 AES 2015-131 AES 2015-135 AES 2015-134 AES 2015-133 AES 2015-132

 

 

Attack

Dentre as marcas nacionais a Attack foi a que mais se destacou apresentando alguns lançamentos para complementar a linha Vetcom, como a caixa ativa F108D (com falante de 8″ + driver de 1″ – 130dB de spl max), os subs de 18″ e 12″ (S118D-138dB de spl e S112D-132dB de spl), alem do novo line compacto L206D, sendo 2x falantes 6″ + driver – 132dB de spl max.
Goste muito da pequena F108D, quem sabe não possamos fazer um teste dela aqui no SAV em breve?

AES 2015-136 AES 2015-137 AES 2015-138 AES 2015-139 AES 2015-140 AES 2015-141 AES 2015-142 AES 2015-143 AES 2015-144 AES 2015-145

 

Pentacustica

A empresa de Minas Gerais veio com grande portfólio de produtos, principalmente na área de racks para transporte de equipamentos e de gerenciamento de energia. Falar da qualidade dos produtos deles é chover no molhado!rs

AES 2015-147 AES 2015-148 AES 2015-149 AES 2015-150 AES 2015-151 AES 2015-152 AES 2015-153 AES 2015-154 AES 2015-155 AES 2015-156 AES 2015-157 AES 2015-158 AES 2015-159

 

 

Fz Áudio

Não apresentaram nenhuma novidade, os produtos demonstrados eram praticamente os mesmos produtos que já conhecemos.

AES 2015-175 AES 2015-176 AES 2015-177 AES 2015-178 AES 2015-180 AES 2015-181

 

HPL

Tinha em demonstração seus produtos de iluminação e telas de LED e produtos de áudio da italiana FBT.

AES 2015-174 AES 2015-173 AES 2015-172 AES 2015-171 AES 2015-170 AES 2015-169 AES 2015-168

 

 

Audio Premier

Representantes no Brasil da marca inglesa Allen & Heath trouxeram além das já conhecidas I-Live 2 lançamentos, a GLD Chrome Edition e a versão compacta da lina QU, a QU-Pac, que gostei muito do tanho e dos recursos (todos os recursos da QU32), creio que este seja o caminho para as menores aplicações (controle remoto através de tablets sem a necessidade de interfaces de controle no mixer).

AES 2015-184 AES 2015-188 AES 2015-195 AES 2015-198 AES 2015-193

 

Yamaha

A Yamaha este ano “esteva de parabéns!”, trouxe para a feira o lançamento que estava aguardando: TF Series.
Logicamente que não foi apenas os consoles da linha TF, estavam em demonstração os consoles da linha CL e QL, só não estava presente a RIVAGE PM10, porém estavam demonstrando ela para alguns clientes em um Workshop separado (até concordo que não é pra qualquer um este console, mas gostaria de velo ali na AES….). Tinha também as caixas acústicas ativas da linha DBR e DXR e também produtos da linha de instalação.
Bom, como o produto em destaque era a TF, foi o que mais me atentei, e gostei muito! O console foi nacionalizado com o menu em PT-BR, logo ao ligar a mesa pela primeira vez já vem o menu de ajuda para escolha da linguagem e, logo em seguida, um passo a passo para se acostumar com os recursos aplicados a “nova filosofia” de mixagem. O preço que será praticado está bem próximo dos concorrentes (X32, QU Series, Soundcraft Expression, M32) e desta forma temos mais uma boa opção de compra, muito bom isso! O acabamento agradou muito e o design também, a tela touch é excelente e bem sensível para se fazer os ajustes (a maioria depende da tela). Vamos esperar para ver a qualidade em relação as suas concorrentes e, quem sabe, fazer um review detalhado da mesma!rs

e8f81fdcc2569428a766ed786c8ee3b2 a1d8c185061389cbc367076ccdfb5b67 41882aba25abb12e590e9f4e39b3f0b0 AES 2015 AES 2015-5 AES 2015-7 AES 2015-8 AES 2015-6 AES 2015-9 AES 2015-10 AES 2015-11 AES 2015-13

 

 

Roland

No estande da Roland tive uma grata surpresa que nem mesmo estava aguardando: console M-5000!
Confesso que não vi mais nada do estande, fiquei apenas analisando o novo mixer, e que mixer! A qualidade das mesas antigas não vou questionar, são excelentes opções para igrejas, mas para a estrada não tiveram boa aceitação. Este quadro eles querem mudar com a chegada deste novo mixer, e pelo que observei tem muita bagagem para entrar neste segmento!
São 128 vias para serem configuradas de acordo com a necessidade, podendo ser 1 via de input e 127 de saída ou 127 vias de inputs e 1 de saída, e com processamento de 24 bits/96Khz! Outra vantagem é a possibilidade de se trabalhar com qualquer protocolo (Dante, MADI, Waves SoundGrid) e não apenas com o protocolo REAC, como acontecia com as mesas anteriores. O que me deixou chateado foram os valores, bem elevados, mas sabemos que trata-se de um produto bem diferenciado.

235760a8ea2008403ffb4b1f2c9cb6f4

 

O que achamos?

Ir para a AES é sempre uma boa opção, principalmente para rever amigos e bater um papo, mas confesso que a cada ano que passa a feira está menor e menos expressiva, alguns expositores estavam bem apagados, outros que são tradicionais nem estavam presentes, Equipo e a Santo Angelo são exemplos de empresas que não estavam expondo.
Vi algumas empresas que são “novas” no segmento, como por exemplo a Bosch que está assumindo toda a divisão de áudio aqui no Brasil (dona da marca Electro Voice – espero que consigam trazer os produtor com melhores condições), e outras que não tinha visto em edições anteriores, isso é bom para o segmento, mais concorrência nos dará melhores opções de produtos e preços!
Outras empresas como Harman, Meteoro, B&C, DB Tecnologia, Decomac, Eighteen, entre outras, estavam expondo seus produtos também, passei lá mas fiquei mais no bate papo com colegas do que vendo o que estavam demonstrando.
Espero que nos próximos anos a feira se renove, volte a ter as demonstrações dos lines na área externa como ocorreu em 2010 por exemplo (e sem ter que “segurar a mão”!rs) e que volte a ter a expressão que tinha, pois se continuar do jeito que está vamos ficar apenas com a Expomusic (e a muvuca que sempre é…).

About the Author

TonReb
Moderador - Som ao Vivo

Be the first to comment on "Visitação AES 2015"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar