• This site uses cookies. By continuing to use this site, you are agreeing to our use of cookies. Learn More.

Como arrumar meu som com 300,00 mensais?

#1
Senhores, prazer, sou o Daniel, e faz pouco tempo comecei a cuidar do grupo de louvor e do som de uma congregação da IPB, em São Paulo.

A situação do som é bem ruim, e quanto mais pesquisei neste maravilhoso fórum, mais desanimado fiquei, pois aprendi a ver quão realmente ruim está. Abaixo coloquei o inventário, e poderão confirmar essa situação.
Já pesquisei por todo este fórum, e não achei um caso bem parecido com o meu, então resolvi postar o meu caso, pois realmente não sei por onde começar a consertar, ou trocar, ou comprar...

Tenho algumas necessidades, nesta ordem:
•Resolver o “embolado” do som, bem como a chieira de uma das caixas.
•Providenciar pelo menos mais 1 microfone, pois são 6 vocais. Já tenho 400 reais em mãos, compro um mic? Qual? Ou gasto em algo mais crítico que não estou vendo?
•Adequar o som ao nosso salão atual, que usaremos por mais um ano.
•Eventualmente, utilizarei as caixas de PA e o rack da mesa completo para sonorizar um ambiente de 15 x 25 metros, com pé direito de 3 m, e lotação de umas 70 pessoas, então preciso ter um equipamento que suporte essa área. Terei até o final do ano 3 eventos nesse salão.

E, tenho algumas restrições, que são:
•Obviamente, orçamento curto, em média uns 300 reais por mês, no máximo. Geralmente assim, aos poucos, consigo dinheiro; para conseguir mil reais de uma vez é preciso aguardar juntar, e 10 mil, fora de cogitação por enquanto.
•Intenção de construir igreja própria, então todos os gastos deveriam ser orientados a coisas que pudessem ser reaproveitadas na igreja definitiva.

Dá para aproveitar algo do que vai abaixo?

INVENTÁRIO:

CAIXAS DE SOM
•2 caixas Polyvox 70s de 8 Ohm e 35W RMS de acordo com a etiqueta das mesmas, usadas como PA, uma com o falante menor rasgado, outra com o médio rasgado.
•1 caixa WLS passiva de 8 Ohm e 80W RMS, nova, usada como retorno
•2 caixas sem marca, residenciais, contendo 2 mid-range de umas 5’’ e 2 tweeter cada, 15,2 Ohms medidos na saída, encostadas.
•1 caixa sem marca, com um subwoofer de 10’’, 7,5 Ohms medidos na saída, encostada.

AMPLIFICADORES
•1 Unic Storm VX200, ligado nas duas PAs, e também, pela saída B de um canal, na caixa WLS.
•1 Wattsom DBS 360, com defeito em um canal (som baixinho), encostado.

MIXERS
•1 Wattsom AMBW12, utilizada para mixar os 6 mics, violão e teclado. Alguns pots de Ganho chiando.
•1 Chorus MX 800, utilizada somente em eventos, alguns faders chiando.

EQUALIZADORES
•1 Woxmann EQS 15, conectado entre o mixer e o ampli, mas usado sempre flat, e com os dois pots de ganho chiando muito, portanto nem se mexe neles.

MICROFONES
•1 gooseneck TSI MMF 303 de 60 Cms, usado no púlpito.
•2 Shure 8700 Lyric, utilizados com cabo balanceado, para os vocais.
•1 Le Son SM58 P4, não balanceado, usado para os vocais.
•2 Karsect KRU 302, sem fio, novos, usado para os vocais.

INSTRUMENTOS
•1 Teclado Yamaha PSR E423, ligado na AMBW pelo Line
•1 Violão Gianinni elétrico, ligado na AMBW pelo Line
•1 Baixo Gianinni, ligado em seu cubo
•1 Guitarra Gianinni, ligada em seu cubo

CUBOS
•1 Cubo de Baixo ACWorks Thunderbolt 100, todos os pots chiando.
•1 Cubo de Guitarra Staner Kute 15, controle de ganho chiando terrivelmente.

OUTROS
•1 Medusa de 16 canais, sendo XXXXXX metros de cabo, e todos os 32 plugues P10 Estéreo. Cabo marcado com “TAPESOM”.
•Cabo Potência > Caixas, todos cabo Cristal polarizado 2 x 2,5 mm, sendo que a maior extensão é de XXXXXX metros.
•Cabos de conexão na mesa, e de instrumentos, todos novos, Santo Ângelo.
•Não usamos estabilizador no rack da mesa.

PROBLEMAS
•A caixa R fica chiando sempre, um pouco mais que a L.
•Se coloco os mics a 0 Db na mesa, fica no limiar da microfonia, mesmo com volume geral não tão alto, e retorno desligado.
•O som parece muito embolado quando o conjunto canta; quando é só pregação, fica perfeito, mas nesse caso quase não usamos volume, porque o pastor tem voz forte...

OUTRAS INFORMAÇÕES
•Tamanho do salão (todas as unidades em metros): 11,70 de comprimento x 8 de largura x 2,65 de pé direito.
•Desses 11,70, de comprimento, 4 de área de púlpito, (caixas PA, a uma altura de 2,20), 6,20 de área de bancos, e 1,50 de hall de entrada. Este hall é separado dos bancos por uma divisória de 2,2 de altura e 1,65 de abertura no meio para passagem.
•Sem janelas, apenas a porta de entrada que é daquelas de aço de enrolar, e fica aberta durante os cultos.
•Piso de cerâmica, paredes de alvenaria, teto também, com duas vigas de 0,50 x 0,30, distribuídas.
•As duas caixas PA apontadas para a passagem da divisória para o hall, ou seja, convergentes para o centro na linha da última fileira de bancos.
•Nossos cultos costumam ter entre 20 e 40 pessoas, e o volume geral é bem baixo.


Desculpem o tamanho do post, e apelar para vocês, mas realmente não consegui definir uma linha de ação mesmo após ler muitos e muitos casos parecidos. Se bem que não achei ninguém usando duas Polyvox 70S como PA... rs

Abraço, e fiquem com Deus!
 

D som

Active Member
#2
Seja bem vindo meu caro!

Pelo que vi tem muita coisa que precisa de reparos se forem pra continuar usando. Já outros acredito que seja melhor descarta-los. Na minha opinião a primeira coisa que acho que precisa ser mudado, são as caixas de PA. Pelo dimensões da igreja acredito que duas caixas ativas de 15" com uma potência de uns 300 watts RMS cada, seria o necessário pra atende-los. Como vocês dispõem de 300,00 mensais, teriam que optar por duas caixas na faixa de 1500,00 cada, isso se dividido em 10 vezes. Continuariam usando a mesa ciclotron até poderem troca-la por uma melhor. O amplificador Unic usaria com a caixa WLS para monitor.

Os microfones Karsect , os shures e o le-son continuaria sendo usados com trocas futuras quando a condição ($$$$$) aparecer. As caixas polivox e o sub descartaria sem nenhuma dúvida.

Já o equalizador, faria um reparo e colocaria pra usar junto com o Unic para equalizar o monitor até poderem comprar mais uma ou dois monitores ativos.

Agora com 1500,00 tem algumas caixas ativas que podem ser compradas. Não são as melhores das melhores, mas dá pra atender as suas necessidades (é o que a maioria pode comprar). Ou mesmo podem optar por comprar uma no valor de uns 3000,00 e depois comprar a outra (se quer coisa top). O multicabo se houver condições, troque os P10 nos canais de microfone por xlr, deixando só os instrumentos de linha como está.

Acredito que muitos dos membros podem dar opiniões melhor que a minha... mas essa é a minha visão e espero ter ajudado de alguma forma.
 

D som

Active Member
#3
PS: O ruim de não poder editar mensagens, é que não dá pra corrigir expressões mal colocadas e que podem provocar mal interpretação do que queremos dizer.
 
#4
É um pouco complicado. Qualquer coisa que tentar investir agora poderá perder seu valor no momento em que construírem a igreja nova.

Detalhe: Se possível, converse com as devidas pessoas para que a construção da igreja também vise a questão sonora e não somente estética, para que não vire uma caixa de abelhas igual muitos templos por aí.

Primeiro de tudo: Compre um limpa-contatos de secagem rápida(limpa contatos hein! Nada de WD40 ou limpadores oleosos) e dê uma limpa geral nesses equipamentos. Provavelmente muito dos chiados vão diminuir depois de uma boa limpada e vai facilitar o trabalho =)

De instantâneo e gratuito que se pode fazer agora: Retirar a embolação. Pra isso, a primeira regra é abaixar o volume. Depois, remova os graves varrendo as frequências até o som ficar melhor de ouvir. (recomendo seriamente a leitura dos artigos relacionados aqui do fórum! O link fica no topo da página)

Em relação às microfonias, pode ser muitas coisas. Estrutura de ganho, acústica, posição dos microfones, etc etc... Tente dar uma olhada em como está a estrutura de ganho do sistema, provavelmente vai ajudar a melhorar isso.

Talvez modificar a posição das caixas também ajude. Uma foto seria de grande ajuda! (muito embora seu tópico esteja extremamente completo)

Pelo que vi tem muita coisa que precisa de reparos se forem pra continuar usando. Já outros acredito que seja melhor descarta-los.
Concordo.

OFF:
É possível sim editar as próprias mensagens :eek:
 
#5
Bom dia!

Primeiramente, muito obrigado pela resposta impressionantemente rápida!

Em nenhum fórum que já participei o pessoal respondia tão rápido...

Eu mesmo não respondia tão rápido quando era para eu responder...

Seguem alguns comentários, a respeito de dúvidas que se levantaram em minha mente. Desculpem se questiono, mas é somente para aprender o motivo de cada afirmação, para que um dia não precise perguntar novamente...

Na minha opinião a primeira coisa que acho que precisa ser mudado, são as caixas de PA.
Tenho visto que geralmente vocês dizem que o mixer é a peça mais importante do conjunto quanto à qualidade de som; pelo fato de haver sugerido primeiramente a troca das PAs, imagino que essas Polyvox sejam realmente sofríveis, correto?

Pelo dimensões da igreja acredito que duas caixas ativas de 15" com uma potência de uns 300 watts RMS cada, seria o necessário pra atende-los.
Tudo isso? Então hoje, com 2 de 35 watts, estamos muito abaixo do recomendado. Minha dúvida é porque nosso SPL médio é bem baixo, as igrejas da minha denominação geralmente são assim. Só usamos realmente o som quando a equipe de cânticos canta junto com a igreja, o que dá 5 mics e 2 instrumentos nos lines, e portanto tem que subir um pouco o volume.

Agora com 1500,00 tem algumas caixas ativas que podem ser compradas. Não são as melhores das melhores, mas dá pra atender as suas necessidades (é o que a maioria pode comprar). Ou mesmo podem optar por comprar uma no valor de uns 3000,00 e depois comprar a outra (se quer coisa top).
Primeiramente: Tenho visto no fórum que as opiniões são divididas entre caixa ativa e caixa passiva com amplificador. Porque a sugestão de ativas? Tem algo a ver com o tamanho reduzido do local, ou seja, ativas são utilizáveis em locais pequenos, mas para locais maiores seria bom que fosse passiva com amplificador? Ou não tem nada a ver?
Em tempo, gostei da sugestão, porque como disse há eventos que ocorrem em outros locais, e temos que usar o mesmo equipamento, então caixa ativa a meu ver traria um ganho na logística e montagem desses eventos (acampamentos, encontros de casais, etc).

Outra coisa: Meu conceito de caixas medianas, nem tão ruins nem tão tops, era Leacs, Oneal, JBL, CSR, e de caixas melhores minha única referência era Antera.
Só que no fórum, encontrei muitas informações desfavoráveis para as Leacs, Oneal, JBL, CSR. Então, fiquei perdido... Teria uma marca boazinha que tivesse uma caixa como a indicada por 1500,00? Qual marca seria menos pior?

Os microfones Karsect , os shures e o le-son continuaria sendo usados com trocas futuras quando a condição ($$$$$) aparecer. As caixas polivox e o sub descartaria sem nenhuma dúvida.
Perfeito, só que tenho um vocal sem microfone. Seriam 6, e agora não está sendo possível colocar todos juntos para cantar, porque não tenho microfone. A igreja me deu 400,00 para adquirir outro ou outros microfones, que ainda não comprei porque se as caixas estiverem realmente sofríveis, recomendarei que usem esse dinheiro para adiantar a compra de pelo menos uma caixa.

Será que adiantaria comprar só uma caixa nova, por enquanto, que ficaria de um dos lados? Talvez deixando do outro lado uma das Polyvox? Ou até a que está como retorno, de 80 watts?
Desculpem tantas perguntas, mas é que entendo que o dinheiro deve ser gasto da melhor forma possível, pois dinheiro da igreja não é lixo, é algo que nos foi entregue com a responsabilidade de usarmos da melhor forma possível, então não quero sair comprando nem que seja somente 400,00 reais, sem planejamento.

PS: O ruim de não poder editar mensagens, é que não dá pra corrigir expressões mal colocadas e que podem provocar mal interpretação do que queremos dizer.
Não entendi, não achei nada que pudesse ser mal interpretado; e de qualquer forma, podem falar o que for necessário, não interpretarei mal a nada... até porque entendo que todos aqui temos o mesmo objetivo, que é fazer a Obra da melhor forma, e ajudar uns aos outros. Agora se foi alguma má interpretação de conceitos técnicos, aí não entendi mesmo.... rsrsrs

É um pouco complicado. Qualquer coisa que tentar investir agora poderá perder seu valor no momento em que construírem a igreja nova.
Sério? É que pretendemos até o final do ano que vem estar em nosso local.

Detalhe: Se possível, converse com as devidas pessoas para que a construção da igreja também vise a questão sonora e não somente estética, para que não vire uma caixa de abelhas igual muitos templos por aí.
Já falei pra eles, e se eles não fizerem um projeto acústico antes de iniciar a construção, eu mesmo pago para algum engenheiro fazer.... burrice fazer errado e depois sair caçando solução técnica (e cara).

Primeiro de tudo: Compre um limpa-contatos de secagem rápida(limpa contatos hein! Nada de WD40 ou limpadores oleosos) e dê uma limpa geral nesses equipamentos. Provavelmente muito dos chiados vão diminuir depois de uma boa limpada e vai facilitar o trabalho =)
Já fiz isso, só não fiz nos potenciômetros, mas achei uns tópicos aqui explicando como fazer, e acho que vou tentar recuperar os potenciômetros dessa forma... principalmente do equalizador, que estão tão ruins que não consigo fazer a estrutura de ganhos como vocês explicam.

De instantâneo e gratuito que se pode fazer agora: Retirar a embolação. Pra isso, a primeira regra é abaixar o volume. Depois, remova os graves varrendo as frequências até o som ficar melhor de ouvir. (recomendo seriamente a leitura dos artigos relacionados aqui do fórum! O link fica no topo da página)
Boa! Vou dar uma olhada procurando infos sobre como equalizar. Mas primeiro preciso arrumar o equalizador.

Talvez modificar a posição das caixas também ajude. Uma foto seria de grande ajuda! (muito embora seu tópico esteja extremamente completo)
Estou fazendo uma planta baixa no Corel, e vou postar assim que terminar... só não entendi como devo postar imagens: Como anexo, ou hospedo em algum site (pode ser o Picasa?) com acesso externo, colocando o link aqui dentro da tag img?

Antes de mais nada, muito obrigado pela atenção!!!

Abraço!

Daniel Dinella
 
#8
Daniel, a sugestão da troca das caixas do PA acredito trazer um benefício maior de imediato. Isso motivará o pessoal a contribuir ainda mais depois de perceberem a melhoria.
Minhas sugestões quanto aos equipamentos:

Testei ontem uma caixa da SAMSON D412 e gostei muito do som. Aqui no forum tem referências desta caixa e o preço dela está por volta de R$ 1600,00 (se pesquisa direitinho encontrará preço melhor). Você pode utiliza-la agora como PA e futuramente, no novo templo, se precisarem de um PA maior você as utilizam como retorno (já vem com inclinação para tal).

Depois das caixas partiria para a compra da mesa, que pode ser Yamaha, soundcraft, mackie, etc. Com certeza no momento certo o pessoal te auxiliará melhor.

Comprei esta semana um AT MB1k, um microfone com otimo custo beneficio (R$ 194,00 aqui em BH). Mas pode comprar tambem o Samson Q7 ou o Superlux, já usei ambos e nesta faixa de preço são os melhores.

Todos estes investimentos poderão ser aproveitados no novo templo. Talvez somente a mesa já pensaria em uma mais adequada para o novo projeto.

Boa sorte e que Deus te guie nesta empreitada.
 

D som

Active Member
#10
Daniel

Como percebi que a sua igreja sofre do mal de muitas (falta de recursos), achei por bem começar pelo PA, pois os da sua igreja estão mais que sofridos. A sua mesa não tem um timbre perfeito, mas dá sim pra trabalhar até que se possa muda-la. O fato de ter sugerido duas caixas de 300 watts RMS é que lá na frente poderá ser usada no templo novo. Além disso, poderá ser usado (como você mesmo frisou) em eventos além das paredes do templo.

Se optar por comprar uma caixa só, dará pra começar só com ela. Mas sinceramente, fica fora de estética e cobertura sonora.

A sugestão de usar limpa- contato é plausível.

Sobre qual caixa comprar no valor de aproximadamente 1500,00, tem algumas que fazem o serviço: As Selenium SPM 1202A, as Sansom (como citou o companheiro), as Attack, As Wadman e etc.
 

D som

Active Member
#11
Havia esquecido...

O fato de ter sugerido caixas ativas, foi justamente pela facilidade de transporte e simplicidade em monta-las (rapidez), por não ter que usar rack com amplificadores,crossover e outros periféricos.
 
#13
Daniel, infelizmente eu queria falar uma coisa mais detalhada e infelizmente saiu essa coisa ridicula que está ai, ah e antes de tudo fui eu quem digitou a mesma, mas na realidade o que eu queria e quero falar é o que transcrevo abaixo.
Daniel

Inicialmente essas duas caixas que estão no PA na verdade são excelentes para uso residencial, boa qualidade, mas para uso residencial, e um dos grandes motivos é a sensibilidade dos falantes que devem ser na média de 85 a 90 dB ou seja além da baixa potencia, a sensibilidade baixa.
Outro problema que deve enfrentar deve ser acústico, pois além de ser estreito, altura baixa, não tem janelas. Faça um teste, com a igreja vazia, bata palma e veja qual o tempo para deixar de escutar o eco. Se for o que estou imaginando, só se resolve com tratamento acústico, mas dá para amenizar com algumas medidas.
No momento continuaria usando baixo e guitarra nos cubos. mas fazendo os concertos dos mesmos.
No audio, tudo é uma corrente, todos estão interligados. Precisa-se de uma boa capitação (microfones bons) uma boa mesa, bom amplificadores ou caixas ativas.
Tenho ainda outra dica, quando o David ainda participava, falava sempre que um bom planejamento resolve grande parte dos problemas, portanto verifique qual o tempo que voce tem ainda no prédio, digamos que vão passar 4 anos, então será 48 meses, então planeje 36 meses de 300 reais, com esse valor verfique o que poderá mudar no som e mãos a obra., tente comprar tudo a vista, pois assim voce consegue muitas vezes umas promoções legais.
 
#14
Boa noite!

Em primeiro lugar, muito obrigado pela calorosa recepção e pelos muitos "bem vindo"!

Daniel, infelizmente eu queria falar uma coisa mais detalhada e infelizmente saiu essa coisa ridicula que está ai, ah e antes de tudo fui eu quem digitou a mesma, mas na realidade o que eu queria e quero falar é o que transcrevo abaixo.
Caros amigos, não se preocupem que sou o primeiro a dizer que essas caixas já deveriam ter sido trocadas à muito tempo. Achei na internet que são a década de 70, me admira que ainda estejam funcionando. E podem falar sem dó, que converterei tudo em aprendizado! De qualquer forma, heriberto, muito obrigado pela gentileza de suas frases.

Faça um teste, com a igreja vazia, bata palma e veja qual o tempo para deixar de escutar o eco.
Vou testar sábado!

Tenho ainda outra dica, quando o David ainda participava, falava sempre que um bom planejamento resolve grande parte dos problemas, portanto verifique qual o tempo que voce tem ainda no prédio, digamos que vão passar 4 anos, então será 48 meses, então planeje 36 meses de 300 reais, com esse valor verfique o que poderá mudar no som e mãos a obra., tente comprar tudo a vista, pois assim voce consegue muitas vezes umas promoções legais.
Interessante essa idéia... e mesmo que não dê para comprar a vista, acho que a igreja tem condições de parcelar... vou verificar....


Testei ontem uma caixa da SAMSON D412 e gostei muito do som. Aqui no forum tem referências desta caixa e o preço dela está por volta de R$ 1600,00 (se pesquisa direitinho encontrará preço melhor).
Achei em SP de 400W por 1550,00... Interessante! Tou pensando deixar um dos vocais de fora, por enquanto, fazendo revezamento, e usar os 400,00 na compra das caixas mesmo...


Se optar por comprar uma caixa só, dará pra começar só com ela. Mas sinceramente, fica fora de estética e cobertura sonora.
Sim, mas a ideia é mesmo dar essa impressão de desigualdade, para pressionar que comprem a outra.... rsrsrsr


Seguem as imagens!!!

(Todas aparecem com o lado direito meio cortado, não sei porque, mas se clicar na imagem mostra ela inteira).

###############################

Planta baixa, espero que esteja suficientemente detalhada e clara, todas as unidades em metros (os instrumentos estão relacionados nos locais atuais, que não são os mesmos que eram na época dessas fotos, pois antes estavam, entrando, à direita, e agora estão à esquerda):



Vista lateral, para tornar visíveis as dimensões verticais, e evidenciando que falei o pé direito errado na abertura do post:



Vista da entrada:



Vista do púlpito para o fundo:



Vista do lado direito do púlpito:



Vista do lado esquerdo do púlpito (agora o teclado fica do outro lado):



Vista do canto dos instrumentos, onde na hora dessa foto estava cheio de cadeiras, mas agora tem os instrumentos:



Vista do tablado do púlpito:



Vista da ponta da medusa perto da mesa de som, onde dá pra ver:

  • Que os cabos de ligação são a única coisa nova;
    Os cabos que vão até os PAs, cristal de 2x2,5mm;
    Que a medusa é "Slim", razão pela qual não posso colocar plugs XLR, embora use hoje os mics com TRS balanceado.
    Que o povo não preza muito a limpeza... rsrs. Mas isso vai mudar....
    [/list:u]



    Vista dos falantes de uma das caixas, após tirar a tela protetora:



    Vista da etiqueta dessa caixa:

    ...a sensibilidade dos falantes que devem ser na média de 85 a 90 dB...
    A imagem abaixo comprova: 93 db....!



    Vista da forma de fixação da caixa, feita em aço inox, a fim de ver se daria para reaproveitar quando tiver a caixa nova, e também a fim de explicar porque fica meio complicado reposicionar as caixas:



    E finalmente uma foto do salão de 15 x 25 metros que usamos para eventos especiais, e que temos que sonorizar com nossos equipamentos.

 

D som

Active Member
#15
Legal as fotos e desenhos


Então... Vi que ainda dá pra montar as caixas mais altas. Mas se precisar tira-las pra leva-las a o outro espaço, aí dificulta. Nesse caso a solução seria colocar as futuras caixas em pedestrais.

O espaço é pequeno e duas caixas resolvem mais que tranquilamente usando o som baixo :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

A propósito, eu fiquei curioso sobre que denominação é a sua.

Já tem duas opções de caixas ativas em vista que podem te atender bem:

http://www.vendasrapidas.com/mka155...-500w-mark-audio-mka-1550a-pr-1628-108245.htm

E a Sansom D412 quevc já viu o preço.
 
#16
Dei uma olhada nessa da Mark Audio, e achei super legal... só que a loja não aceita cheque, que seria a opção da igreja.. mas vamos ver se acho outra opção de loja que aceite ou de forma de pagamento.

Sou da Igreja Presbiteriana do Brasil (IPB).
 
#17
Boa noite pessoal!
A última mensagem foi bem na época que o fórum ficou fora do ar (por 15 dias segundo a mensagem, mas foram vários meses... e até agora não sei porque), então acabei resolvendo tudo e nem postando aqui.

Na verdade acabei gastando 4250,00 no meu cheque, comprando:
-As caixas sugeridas acima da Mark Audio, sendo duas ativas e uma passiva, com dois pedestais.
-700,00 de cabos de microfone, instrumentos, line para a caixa passiva, filtros de linha e extensões...
-Acessórios diversos como fitas de velcro para prender cabos, caixas de plástico para guardar os cabos, e outros que não lembro.
-5 microfones SUPERLUX PRAD5
-Pedestal pros microfones
-Suporte de teto pro projetor multimídia

Enfim, a Igreja tá me pagando parcelado, e até agora está tudo perfeito... uso a potência das caixas na metade, e tenho retorno independente (uma das ativas está como retorno).
A única deficiência é a mesa de som, uma Ciclotron AMBW12, pois estou usando um dos canais para retorno e o outro para PA, (fica PA mono), e dá um trabalho regular os 5 microfones para não dar microfonia...

Mas devagar a gente chega lá.

Pelo menos ficou perfeito para eventos, é só desmontar tudo e levar, não depender de potências é o máximo... pena que as caixas são meio pesadas, mas pelo menos acho que dariam para sonorizar um ginásio de escola facilmente...

Obrigado a todos pelas dicas, espero que o tópico ajude outros, e fiquem com Deus!
 

D som

Active Member
#18
Daniel

Diga o que achou das caixas mark audio especificamente. Eu pelo menos achei elas um ótimo custo benefício quando as ouvi em uma loja. Superou minhas expectativas sobre as mesmas. Fico feliz por ter conseguido mesmo com muita dificuldade.