• This site uses cookies. By continuing to use this site, you are agreeing to our use of cookies. Learn More.

Novos termos - Letra S

TSA

Active Member
#1
•Saturação - Clipping. Ocorre quando o sinal atinge um nível que o equipamento não consegue mais manipular. É comumente associada a amplificadores de potência, mas pode acontecer em qualquer circuito. É comum acontecer nos canais de entrada de mesas de som, por exemplo, quando conecta-se uma fonte de sinal de nível de linha à entrada de microfone (Mic In).


Shelving - Tipo de circuito de equalização que reforça ou atenua frequências abaixo ou acima de um certo valor. Em mesas de som, por exemplo, os controles de EQ de graves e agudos (ou seja, das pontas do espectro) costumam ser desse tipo. Então, por exemplo, um controle de EQ de graves, ajustado em 80 Hz, reforça ou atenua todos os sinais abaixo de 80 Hz; um controle de EQ de agudos ajustado em 12 kHz atenua ou reforça todos sinais acima de 12 kHz. EDIT (obrigado ao Fernando): o valor de frequência dos circuitos shelving indica o ponto em que sua atuação passa a ser constante sobre todas as frequências, não onde a atuação do EQ começa. Leiam mais abaixo, no post dele.
São diferentes dos circuitos do tipo peaking, que atuam numa frequência central, e afetam gradativamente menos as frequências vizinhas (conforme se afastam da central); esse tipo de EQ normalmente é usado nos controles de médios das mesas de som.


Note que os reforços ou atenuações ocorrem acima ou abaixo de um certo ponto,
ao invés de serem centralizados numa frequência.
Algo parecido com os filtros (passa-altas, passa-baixas).

Atenção: desconsiderem essa imagem. Prefiram a postada abaixo pelo Fernando, que
exibe melhor o comportamento dos filtros shelving. Mantenho essa apenas para
referência.



Shockmount - 1. Aparato usado para reduzir a transmissão de vibrações pelo pedestal ao microfone. Assim, o som fica limpo, sem ruídos de manuseio.
2. Tipo de case que protege os equipamentos de vibrações e desastres :D no transporte. É como se fosse um case dentro de outro case, com o espaço entre eles sendo preenchido com espumas adequadas ou sistemas com amortecedores.


Shockmount para microfones.


•Sibilância - Acentuação excessiva do som da letra s. O som fica desagradável, cansativo de se ouvir. "Sabe que horas são?" - é mais ou menos assim que soa a sibilância. Normalmente um de-esser se faz necessário para reduzir o problema.


SMT (Surface Mounting Technology; também conhecido como SMD -- Surface Mounted Devices) - Tecnologia de montagem de componentes eletrônicos na superfície das placas de circuito impresso, ao invés de montá-los através de buracos na placa, também chamada "montagem through-hole" (como os processos de solda manual "caseira" costumam ser).
Todos os contatos se dão em apenas uma face da placa, ao invés de haver pinos atravessando-a.
As vantagens são a redução do tamanho dos componentes; maior densidade de componentes (ou seja, é possível abrigar uma maior quantidade deles na placa); simplificação da automação da produção (quanto -ão!) dos aparelhos; possibilidade de uso das 2 faces da placa para posicionar componentes, etc.
As desvantagens: basicamente, a dificuldade de manutenção sem maquinário especializado e o custo inicial de implantação de uma linha de produção mais alto.
Hoje, tornou-se padrão na indústria, já que as vantagens são muitas (e superam as desvantagens).



SMT => imagem obtida aqui;
Through-hole => imagem obtida em <!-- m --><a class="postlink" href="http://blog.amal.net/?p=188">http://blog.amal.net/?p=188</a><!-- m -->.



•SNR (Signal-to-noise Ratio) - Relação sinal/ruído.


Soft clipping - Clipping suave, em que os extremos da onda são pouco achatados, não ficam quadrados, retos. Comparar com hard clipping.


Imagem obtida no site GM Arts.
Note que o soft clipping é um leve achatamento da onda, enquanto hard clipping é bastante sério.



Sweet spot (algo como “melhor local”, ou “local ideal”, em inglês) - 1. Ponto onde a captação de um sinal sem fio é a melhor possível (rádio convencional ou redes sem fio, por exemplo).
2. Em áudio, ponto onde o ouvinte pode perceber o efeito estéreo plenamente. Para isso, é preciso que haja um posicionamento adequado das caixas de som e do ouvinte.
 

bersan

Administrator
Moderador
#2
Tailan,

Relação sinal ruído - quanto maior ela é, melhor o equipamento será, pois indica que o nível de ruído produzido pela própria eletrônica do mesmo é mínima.

-----------------

Sobre sweetspot para se obter o máximo de efeito estéreo:



Aliás, a regra acima refere-se desde Home-Teathers até estúdios de gravação.

Fernando
 

bersan

Administrator
Moderador
#4
Boa! Participe perguntando, é importante também (e muito).

SPL é a abreviação de Sound Pressure Level. É o nome dado à pressão sonora de um som, ou seja, ao volume desse som percebido pelos ouvidos. Ele é medido em decibéis (dB).

 

bersan

Administrator
Moderador
#6
Tailan,

essa foto do filtro Shelving não demonstra bem a sua função. Achei esta:



Essa é a atuação de um filtro shelving. A partir de uma determinada frequência, o filtro atua para cima (shelving de agudos) ou para baixo (shelving de graves). É exatamente o que os controles de equalização de graves e agudos de uma mesa de som fazem.

Notem também: um filtro de shelving de graves é especificado geralmente em 80Hz e um de agudos é especificado geralmente em 12KHz. Isso quer dizer que eles atuam de 80Hz para baixo e de 12KHz para cima? Não! Na verdade, 80Hz e 12KHz são as frequências onde a linha de atuação passa a ser reta, ou seja, de 80Hz para baixo ou de 12KHz para cima, a atuação do filtro é a mesma. Um filtro de agudos começa a atuar desde os 2,5KHz, por exemplo. Um filtro de graves pode começar a atuar desde 800Hz.

 

bersan

Administrator
Moderador
#9
Olá Tailan,

em SMT, eu nunca tinha visto este termo. Já vi o pessoal usando, e muito, SMD, de "superficial monting device".

Veja aqui:

<!-- m --><a class="postlink" href="http://www.burgoseletronica.net/pgsmd/indexsmd.htm">http://www.burgoseletronica.net/pgsmd/indexsmd.htm</a><!-- m -->

Aliás, o site merece uma visita, para se ver como é difícil trabalhar com SMD.

Fernando